Teolatria

No Teolatria você encontra diversos estudos bíblicos em slides (power point) para baixar, além de muitas pregações, sermões expositivos, textuais, temáticos em mp3, dos pregadores da IMVC - Vilhena/RO: Pr. Cleilson, Pb. João, Pb. Alex, Pb. Wesllen Ferreira, Dc. George Michael, irmã Clair Ivete e pregadores convidados. Para ouvir os sermões em alta qualidade, peça seu cd por e-mail especificando seus dados para recebimento e qual mensagem você deseja adquirir: prcleilson@hotmail.com

terça-feira, 26 de março de 2013

PAPAGAIOS DE DEUS


"Porque eu testifico a todo aquele que ouvir as palavras da profecia deste livro que, se alguém lhes acrescentar alguma coisa, Deus fará vir sobre ele as pragas que estão escritas neste livro" (Apocalipse 22:18). 

Por: Mário Gardini

Papagaio não é uma ave inteligente. Ele fala pela facilidade de usar a garganta, emitindo sons por condicionamento operante.

Ele ouve e depois repete as palavras. Alguns papagaios são mal criados. Dizem palavrões e xingam, pois foram ensinados pelos seus donos esta arte de mal dizer os outros.

Conheci um papagaio muito obsceno. Quem chegasse ao seu ambiente ou passasse na rua era, na frente da casa, achincalhado pela ave ferina. Até as moças bonitas recebiam palavrões e eram chamadas de “feias” pelo danado do papagaio.

Mas há papagaios bem treinados. Assobiam, falam repetindo as boas palavras de seus donos.

A pregação do Evangelho nos faz verdadeiros papagaios de Deus. Pregadores são mensageiros que repetem a Palavra de Deus, exatamente como Deus diz, sem tirar uma vírgula ou ponto.

Diz o Apocalipse, no Livro imbatível: "Porque eu testifico a todo aquele que ouvir as palavras da profecia deste livro que, se alguém lhes acrescentar alguma coisa, Deus fará vir sobre ele as pragas que estão escritas neste livro; e, se alguém tirar quaisquer palavras do livro desta profecia, Deus tirará a sua parte do livro da vida, e da cidade santa, e das coisas que estão escritas neste livro. Aquele que testifica estas coisas diz: Certamente cedo venho. Amém. Ora vem, Senhor Jesus" (Apocalipse 22:18-20).

Quando olhamos os profetas de Deus, parecem com papagaios: "assim diz o Senhor", "o Senhor disse", etc.

O mecanismo e o processo na formação das palavras do profeta é de imitador, entregando apenas a mensagem sem floreá-la. São honestos e contam o que Deus disse.

Paulo era um imitador: "Sede meus imitadores, como também eu de Cristo" (1 Coríntios 11:1).

Isaías pregava: "Assim diz o Senhor DEUS dos Exércitos: Anda e vai ter com este tesoureiro, com Sebna, o mordomo, e dize-lhe" (Isaías 22:15).

Jeremias não pestanejou em entregar o recado de Deus: "Assim diz o SENHOR dos Exércitos, o Deus de Israel, a todos os do cativeiro, os quais fiz transportar de Jerusalém para babilônia" (Jeremias 29:4).

Ageu pregou exatamente o que Deus queria: "Assim diz o SENHOR dos Exércitos: Considerai os vossos caminhos" (Ageu 1:5).

Jesus trouxe a mensagem, tal como Deus, o Pai, lhe mandou: "Não crês tu que eu estou no Pai, e que o Pai está em mim? As palavras que eu vos digo não as digo de mim mesmo, mas o Pai, que está em mim, é quem faz as obras" (João 14:10).

O profeta muitas vezes não fala. Esconde a mensagem com medo e paúra dos homens e treme pela cara e reações dos seres humanos, intolerantes com a verdade de Deus.

Há profetas que misturam a mensagem, floreando-a com palavras cavilosas e brandas, falando, sem exatidão, o que Deus mandou.

Já vi pregadores avermelharem-se e ficar sem graça com “pitacos” e broncas que tomaram.

“O senhor me atingiu. Quem é o senhor?”, esbraveja alguém, ignorante e insensato.

Garanto-lhes que “este crítico” não ficará irritado no inferno eterno porque lhe olvidaram a verdade e não conviverá com o pregador ou profeta naquele lugar de tormento, pois os verdadeiros profetas e pregadores lá não estarão.

Mas afinal, com quem o pregador tem compromisso – com homens ou com Deus?

Pregador não tem “papas” na língua. Não tem satisfações a dar a ninguém – é um papagaio de Deus. Prega na exatidão da Palavra e não pelas convenções humanas e diplomacias deste mundo.

Mário Gardini

Mário Gardini é escritor
e colabora com artigos
no Teolatria.

3 comentários:

  1. Numa de minhas conversas com o amado amigo e irmão, Dr. Mário, ele dirigiu-me as palavras que tomam o título desta postagem: "Somos papagaios de Deus". Achei realmente interessante e pedi-lhe que escrevesse uma meditação sobre isso, o que, de pronto atendeu-me.

    Aí está o fruto da meditação do nosso amado irmão, texto esse que me faz perceber encaixado nessa categoria sim, de papagaio de Deus. Não tentando jamais florear Sua Palavra com conchavos humanos, nem tampouco subtrair da Divina Revelação algo que porventura venha incomodar os que descansam em seus ninhos de descaso para com Deus e Sua obra.

    Deus continue usando as mãos e a pena deste escritor que admiro e respeito com grande deferência.

    ResponderExcluir
  2. Artigo muito oportuno para os dias que estamos vivendo onde há tanta distorção da palavra por parte de pregadores que pregam seus conceitos e opiniöes em detrimento de serem bocas de Deus, de serem papagaios de Deus.

    Wesley A.Peronica

    ResponderExcluir
  3. Graça e Paz.

    Muito bom o artigo. Bem escrito e fundamentado. E o melhor de tudo é que tem direção espiritual.

    Forte abraço.

    ResponderExcluir