Teolatria

No Teolatria você encontra diversos estudos bíblicos em slides (power point) para baixar, além de muitas pregações, sermões expositivos, textuais, temáticos em mp3, dos pregadores da IMVC - Vilhena/RO: Pr. Cleilson, Pb. João, Pb. Alex, Pb. Wesllen Ferreira, Dc. George Michael, irmã Clair Ivete e pregadores convidados. Para ouvir os sermões em alta qualidade, peça seu cd por e-mail especificando seus dados para recebimento e qual mensagem você deseja adquirir: prcleilson@hotmail.com

terça-feira, 5 de março de 2013

O DISCÍPULO


Basta ao discípulo ser como seu Mestre...

 Por: Rev. Wellington Miguel

O discípulo é uma pessoa que está disposta a sofrer todas as implicações de ser um discípulo: “basta ao discípulo SER COMO seu Mestre” (Mt 10.25 – NVI). E, como é o Mestre? Nesse caso estamos tratando da pessoa do Senhor Jesus. Como Ele era e é?

Acima de tudo, mesmo sendo Deus, tornou-Se servo (Fp 2.7,8), e foi encontrado em forma humana. Ele desceu ao nível dos homens. O Verbo Se fez carne. Enquanto muitos homens querem ser “deus”, Deus tornou-Se homem e Servo dos servos. Aqui começa o caminho do discípulo. Jesus foi e é o verdadeiro ser humano. Mostrou o que é ser humano, é ser um discípulo cuja posição é a de servo.

O discípulo é um aprendiz, porém um aderente aprendiz, é alguém que, sendo transformado dia a dia será como o seu Mestre. É alguém que dirá: “Por essa causa também sofro, mas não me envergonho, porque sei em quem tenho crido” (2Tm 1.12).

E, no contexto de Mt 10.24,25, Jesus está enviando Seus discípulos para proclamar a mensagem do Reino (Mt 10.1-23). Mas, antes está lhes advertindo sobre a caminhada de um discípulo em seu serviço proclamador e o que lhes acontecerá pelo caminho.

Primeiro, Ele diz que eles deviam ir às ovelhas perdidas de Israel. Israel era a casa daqueles discípulos, são seus compatriotas. O discípulo, antes é alguém que serve primeiramente à sua casa. Ali, na convivência de seus parentes, ele é aquele que é COMO seu mestre. Um servo da Palavra que prega através de seus lábios, mas acima de tudo com suas ações. É como diria Francisco de Assis: “pregue, se necessário, fale”.

Na caminhada, o discípulo também é alguém que não vive escravizado na paranoia do materialismo e do medo do amanhã, mas é aquele que confia no pão de cada dia providenciado pelas mãos dAquele que sustenta até mesmo um pássaro.

O discípulo também é alguém que não seleciona os que são receptivos à sua mensagem. Ele é como um semeador que no caminho lança a preciosa semente ou como um aroma de um perfume exalando em todo lugar a fragrância do conhecimento.

Porém, o discípulo, apesar de todo seu amor e empenho, nem sempre será alguém bem apreciado, estará sujeito às rejeições, às calúnias e muitos até mesmo à própria morte. Aqueles que amam serão odiados. Devido às perseguições serão necessárias as fugas, não a fuga da covardia ou do retrocesso. Mas, a fuga para preservação da vida para a continuidade do discipulado. Repetindo as palavras do apóstolo Paulo: “Por essa causa também sofro, mas não me envergonho, porque sei em quem tenho crido e estou bem certo de que Ele é poderoso para guardar o que lhe confiei até aquele dia” (2Tm 1.12). O que ele confiou? Ele confiou a sua existência, a sua fé, a sua vida, pois era tudo que ele tinha. Ele mesmo disse: “Todavia, não me importo, nem considero a minha vida de valor algum para mim mesmo, se tão somente puder terminar a corrida e completar o ministério que o Senhor Jesus me confiou” (At 20.24 - NVI). Só não podemos cair no erro da irresponsabilidade cristã dizendo que isso é coisa de missionário, e, se alguém disser, eu tenho algo para lhe dizer: “Você não está apto para o Reino”, pois basta ao discípulo SER COMO seu Mestre.

Os que querem ser maiores do que o seu mestre, morrerão no conforto de suas mesmices e no engano das riquezas e de suas paixões terrenas. Privar-se-ão do caminho do discípulo por causa dos desconfortos, mas serão privados do conforto e consolo eterno em função do seu falso conforto.

Sou um discípulo caminhante da Palavra e caminhante no meu ser uma busca do significado da existência para que não tenha sido inútil ter passado tanto tempo aqui sem realmente viver o que é preciso viver, o caminho do discípulo: BASTA ao discípulo SER COMO o seu MESTRE.

Forte abraço meus amigos!

Rev. Wellington Miguel é
pastor na IMVC - Esmeraldas/MG
e pós-graduado em Aconselhamento

4 comentários:

  1. Cantarei: "Guia-me sempre, meu Senhor... Guia meus passos, Salvador".

    Não poderei ser um discípulo se Ele não me chamar para isso e me capacitar a dar os primeiros passos em minha vida à imitação de Cristo!

    Ajuda-me, Senhor.

    ResponderExcluir
  2. Ah! Como desejo ser como meu mestre! Me ajude Senhor!

    Wesley A.Peronica

    ResponderExcluir
  3. Sim amigos, haveremos de ser ajudados pela graciosa misericórdia dAquele que faz todas as coisas segundo o seu propósito - Ef 1.11,12

    Forte abraço!

    Wellington Miguel
    Esmeraldas

    ResponderExcluir
  4. O artigo entelado é profundo e edificante.
    Lembro-me sempre que o DISCÍPULO, nos Evangelhos, em Atos e nas Cartas é aquele que - APRENDE, IMITA, SEGUE E SERVE. Também há discípulos CONATOS (morno) que acompanham a distacia os ensinos da Palavra.
    Mario Gardini

    ResponderExcluir