Teolatria

No Teolatria você encontra diversos estudos bíblicos em slides (power point) para baixar, além de muitas pregações, sermões expositivos, textuais, temáticos em mp3, dos pregadores da IMVC - Vilhena/RO: Pr. Cleilson, Pb. João, Pb. Alex, Pb. Wesllen Ferreira, Dc. George Michael, irmã Clair Ivete e pregadores convidados. Para ouvir os sermões em alta qualidade, peça seu cd por e-mail especificando seus dados para recebimento e qual mensagem você deseja adquirir: prcleilson@hotmail.com

quarta-feira, 13 de março de 2013

O CRISTO DO POVO E O CRISTO DE DEUS


“Mas vós, continuou ele, quem dizeis que eu sou? – Mt 16.15 

Por: Rev. Wellington Miguel

Todo o esforço de Jesus na caminhada foi e é fazer conhecida a Pessoa do Pai. Ele mesmo disse: “Eu revelei Teu nome àqueles que do mundo Me deste...” – Jo 17.6

É preciso lembrar que Jesus não fez isso de qualquer maneira. Ele fez isso com cuidado e fidelidade, para que não se repassasse um conhecimento distorcido de Deus Pai. O conhecimento que Jesus passava acerca do Pai era tão legítimo que ele afirmou: “Quem Me vê, vê o Pai...” – Jo 14.9. Ou seja, "Eu sou a fonte original pela qual se conhece o Pai". E porque Jesus dá importância a tal cuidado e fidelidade? Por que Se importa a ponto de interromper a caminhada e questionar aos Seus discípulos: “E vós quem dizeis que Eu sou”?

Interessante notar que antes Ele pergunta: “Quem diz o POVO ser o Filho do Homem?” – Mt 16.13. E eles respondem: “Uns dizem: João Batista, outros, Elias, e outros: Jeremias ou algum dos profetas”. Logo a perguntam vem: “E VOCÊS, quem dizem que Eu sou?”

Faço a nós essa pergunta: que Jesus nós conhecemos? O Jesus do povo? Quem é o Jesus do povo? É o Jesus conhecido de outras fontes, é o Jesus comparado, é o Jesus da experiência do outro, é o Jesus da teologia perversa e corrompida, é o Jesus dos meus interesses, é o Jesus construído dentro de seres humanos tomados pela sutil presença do pecado, é o Jesus do falso evangelho e tido como verdadeiro. Certamente, é um Jesus ilegítimo.

E por que Ele Se importa em saber quem as pessoas dizem que Ele é? Porque um conhecimento ilegítimo de quem Ele é pode comprometer a libertação de uma pessoa. Pode comprometer a oportunidade de vivenciar a indescritível alegria da liberdade, da maturidade e restauração do caráter caído e desintegrado pelo pecado. Pode impedir viver e desfrutar da graça oferecida pelo verdadeiro Evangelho em Cristo Jesus. Pois assim está escrito: “...Vocês já se despiram do velho homem com suas práticas e revestiram do novo, O QUAL ESTÁ SENDO RENOVADO EM CONHECIMENTO, À IMAGEM DO SEU CRIADOR” – Cl 3.9.

Compreendemos, então, não somente o zelo do Senhor, mas também dos apóstolos em conhecer o legítimo Jesus mediante o simples e genuíno Evangelho da graça, e assim, dizer mediante a proclamação e em suas cartas que Jesus é o Cristo de Deus, em Quem temos a redenção – Ef 1.7

Que Cristo conhecemos e proclamamos? Quem será capaz de dizer Quem Ele é? O Seu precioso Evangelho. Ali está de forma límpida e clara, revelado o Cristo de Deus. O Evangelho de Cristo Jesus, capaz de apresentar todo homem PERFEITO EM CRISTO – Cl 1.28

Não se deixe tentar a seguir um Jesus que não seja este, o Jesus do Evangelho, o Jesus que, em troca da alegria que lhe fora proposta, suportou a vergonha da cruz, para nos remover da vergonha do pecado e nos dar junto dEle a preciosa VIDA Eterna. Ele mesmo disse: “A vida eterna é esta: que Te CONHEÇAM, o único Deus VERDADEIRO, e a Jesus Cristo, a Quem enviaste” – Jo 17.3

Que nosso Jesus seja, senão, o legítimo Jesus dos Evangelhos, o Jesus do relacionamento, cura e salvação.

Naquele que nos chamou à comunhão do Seu Filho Jesus!
Wellington Miguel 

Servo do Senhor e vosso.

Rev. Wellington Miguel é
Pastor na IMVC - Esmeraldas/MG,
professor de Teologia no IBITEO
de Esmeraldas/MG e pós-graduado 
em aconselhamento.

2 comentários:

  1. É no evangelho que encontramos o Cristo de Deus.Ah! e como é maravilhoso quando o encontramos.Louvado seja o Senhor pela sua gloriosa palavra, pois ela nos liberta de nossos conceitos equivocados e nos conduz a vivermos na verdade.

    Wesley A.Peronica

    ResponderExcluir
  2. Conhecer o Cristo de Deus não deveria ser somente saber as verdades teo-ortodoxas sobre Ele, mas fazer delas uma agenda para marcar um encontro a sós com Ele.

    Deus abençoe o Rev. Wellington por este e outros artigos.

    ResponderExcluir