Teolatria

No Teolatria você encontra diversos estudos bíblicos em slides (power point) para baixar, além de muitas pregações, sermões expositivos, textuais, temáticos em mp3, dos pregadores da IMVC - Vilhena/RO: Pr. Cleilson, Pb. João, Pb. Alex, Pb. Wesllen Ferreira, Dc. George Michael, irmã Clair Ivete e pregadores convidados. Para ouvir os sermões em alta qualidade, peça seu cd por e-mail especificando seus dados para recebimento e qual mensagem você deseja adquirir: prcleilson@hotmail.com

segunda-feira, 29 de abril de 2013

DE DEUS NÃO SE ZOMBA




"Horrenda coisa é cair nas mãos do Deus vivo" (Hebreus 10:31). 

Por: Mário Gardini

Numa ilha, na América Central (Martinica), dois navios atracaram, trazendo dezenas de pessoas para promoverem um carnaval “incomum”.

Os visitantes da ilha permaneceram por vários dias naquele lugar, fazendo festas de orgia, misturada com bebida e muito bacanal (festa com muita bebedeira e sexo sem limites). “Cada festeiro imitava um BACANA” – adepto do deus Baco.

Os visitantes tiveram uma ideia ao verem uma pequena igreja na ilha.

Resolveram fazer o seu carnaval no interior daquela igreja. Fizeram sexo por várias noites, embriagaram-se muito e proferiram blasfêmias contra Deus.

Não satisfeitos, mataram porcos e construíram um altar para sacrificá-los dentro da igreja.

O vulcão Pelée "montanha pelada", situado no norte da ilha, que dormia há mais de 1.500 anos, acordou numa das noites daquele carnaval e voltou a “vomitar” lavas de fogo que atingiram toda a ilha e houve grande mortandade.

Já assisti ao filme sobre o Titanic várias vezes. Mas os tripulantes e os passageiros daquele navio não se importaram com a blasfêmia dos engenheiros que o construíram: “Esse navio, nem Deus afunda”.

Belsazar zombou de Deus e o seu reino foi destruído.

Sodoma e Gomorra foram devoradas pelo fogo de Deus.

A geração antes do dilúvio fazia pouco caso de Deus e dEle blasfemava. Deus mandou e os matou.

Não brinque com Deus. Eu e você não suportamos a sua vingança,

"Porque o nosso Deus é um fogo consumidor" (Hebreus 12:29).
Quando eu e você abrirmos a nossa boa para falar sobre o TODO-PODEROSO, tenhamos cuidado: Deus não aceita blasfêmias e nem injúrias aos Seus atributos santos e eternos.

Freie a sua língua. Tape a sua boca e não insulte a Deus. Eu e você somos tão frágeis que um “farelo de unha” é mais forte e resistente do que eu e você, orgulhosos e loucos quando abrimos nossa boca para falar mal de Deus e de Sua obra.

O vulcão ao norte da Ilha de Martinica “acordou” para a vingança de Deus?

Eu não sei. Não posso julgar. Sei que existem exemplos muito sérios para o quais devemos olhar e aprender que “DE DEUS NÃO SE ZOMBA”.

Há uma graça poderosa que arranca a blasfêmia da nossa linguagem e coloca em nossa boca cânticos de louvor a Deus.

Mario Gardini é advogado,
jurista e escritor. Colabora
com artigos para o Teolatria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário