Teolatria

No Teolatria você encontra diversos estudos bíblicos em slides (power point) para baixar, além de muitas pregações, sermões expositivos, textuais, temáticos em mp3, dos pregadores da IMVC - Vilhena/RO: Pr. Cleilson, Pb. João, Pb. Alex, Pb. Wesllen Ferreira, Dc. George Michael, irmã Clair Ivete e pregadores convidados. Para ouvir os sermões em alta qualidade, peça seu cd por e-mail especificando seus dados para recebimento e qual mensagem você deseja adquirir: prcleilson@hotmail.com

quinta-feira, 2 de maio de 2013

E QUANDO VOCÊ ESTÁ “SÓ”...



Falando aos que, com sinceridade e simplicidade, em forma e vida, pregam o Evangelho...

Por: Rev. Wellington Miguel

Talvez essa situação seja a sua atualmente. Ou, quem sabe, você já passou por ela, está “só”. Nessas ocasiões, nos disparos para dentro do nosso ser, refletimos na possibilidade de estarmos errados, errados em nossas posturas, interpretações, ideias, visão e perfil, ou quem sabe, por razões de não sermos compreendidos e vistos pelo que somos e sentimos.

Daí aquela “tentação” de ver o que pode atrair o olhar daqueles que gostaríamos que estivessem por perto, mas ao tentar atrair podemos nos trair. Não que nossas razões sejam razões absolutas e tal, mas que nossas razões não são razões que barganham e sim que se propõem de forma simples e sincera, carregadas de amor e verdade.
Chego à conclusão de que, a não verdade, o não amor, o não simples é a linguagem dos nossos tempos. Portanto, que fazer? Permitir-se a esse fermento que vai levedando toda a massa?

Existiu alguém que pisou este chão e transitou nas avenidas dessas contradições, contradizendo, sem, porém, Se contradizer. Este é Jesus. Ele não só esteve “só”, na verdade, Ele nunca teve medo de estar “só”. Nunca Se permitiu atrair ninguém por vias de barganhas, se tão somente pela simplicidade e verdade. Quando Se percebia nas multidões outras motivações no segui-lO, interrompia a caminhada e as questionava. Certo dia, quando uma multidão O seguia, Ele parou no caminho, e voltando-Se para ela, disse: “Se alguém vem a mim e ama o seu pai, sua mãe, sua mulher, seus filhos, seus irmãos e irmãs, e até sua própria vida mais do que a mim, não pode ser meu discípulo” – Lc 14.26

Se a razão ao segui-lO não fosse a simplicidade do evangelho, o amor em prioridade a Ele, e a verdade que nEle estava, então, segui-lO era perda de tempo e futura frustração. Poderia ser traído, mas jamais Se trairia. Pois quem assim o é, o é pleno em si, nunca se cansando de continuar a ser e fazer o anunciar.

Certa feita, Paulo escreveu a Timóteo: “Quanto a você, porém, permaneça nas coisas que aprendeu e das quais tem convicção, pois você sabe de quem o aprendeu” – II Tm 3.14. Em razão das coisas que Timóteo aprendeu e das quais tinha convicção, ele, como Paulo, padecia perseguições e abandonos, pois, dizia Paulo, “todos os que querem viver piedosamente em Cristo Jesus serão perseguidos e abandonados” – v.12 e cap. 4.9

Logo, balizado na simplicidade do Evangelho e, nele fincado, Paulo continua: “pregue a PALAVRA, esteja preparado a tempo e fora de tempo, repreenda, corrija, exorte com toda paciência e doutrina. Pois virá o tempo em que NÃO SUPORTARÃO a sã doutrina...” – II Tm 4.2,3.

Por isso a Igreja de Jesus é simples, onde estiverem dois ou três em torno do SEU NOME, ALI estará.

Pois, há muitos ajuntamentos grandes que, embora mencionem o Seu nome, não estão em torno do SEU NOME de forma simples e singela.

Não sei no que você pensa quando lê essas coisas. Talvez você conclua que isso seja coisa de gente frustrada, autovitimizada, mal sucedido e mal resolvido, mas se você for um pouco lúcido (a) e tiver um olhar luminoso e um ser tomado pela simplicidade do evangelho começará a me compreender...

Então, que se conclui, ao não concluível, é que, o melhor, é sacudir a poeira dos pés como testemunho contra aqueles que desprezam o amor à verdade e ir àqueles que não O procuram, mas aos quais Ele Se deixará ser achado, aos quais Ele Se revelará embora não  perguntassem por Ele. Então, Senhor, envia-me a eles, pois o meu prazer e o de muitos é simplesmente anunciar o simples e de forma simples, o EVANGELHO DA GRAÇA, sem barganhas de nenhuma espécie...

Em Cristo, que é simples...

Wellington Miguel,

Servo de Deus e vosso

2 comentários:

  1. Mui bela postagem, meu amigo e irmão. Sentimo-nos sós sim, não poucas vezes. Mas a palavra divina ecoa semelhante aos ouvidos de Elias: há muitos joelhos que não se dobraram perante... Mamom...

    ResponderExcluir