Teolatria

No Teolatria você encontra diversos estudos bíblicos em slides (power point) para baixar, além de muitas pregações, sermões expositivos, textuais, temáticos em mp3, dos pregadores da IMVC - Vilhena/RO: Pr. Cleilson, Pb. João, Pb. Alex, Pb. Wesllen Ferreira, Dc. George Michael, irmã Clair Ivete e pregadores convidados. Para ouvir os sermões em alta qualidade, peça seu cd por e-mail especificando seus dados para recebimento e qual mensagem você deseja adquirir: prcleilson@hotmail.com

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

REACENDENDO A CHAMA DO DOM QUE DEUS NOS DEU


O apóstolo Paulo, ao escrever sua segunda carta a seu filho na fé Timóteo (1.2), menciona tanto sua própria dedicação a Deus desde seus antepassados (1.3), como também confessa a Timóteo que suas lágrimas muito lhe alegravam (1.4). Elogia sua fé, que era fruto de um discipulado familiar, pois, como apóstolo que era, conseguia discernir uma fé verdadeira da falsa (1.5).

Por causa disso, Paulo lhe lembrava a "despertar" (ARC, A21) o dom de Deus que existia nele, quando recebeu imposição das mãos de Paulo juntamente com o presbitério da igreja (provavelmente de Éfeso). Esse dom foi dado a Timóteo não somente com a imposição das mãos do presbitério, mas também das mãos do apóstolo e de alguns profetas, pelo que se depreende do texto de 1Tm 4.14 (houve profecia no dia da imposição de mãos sobre Timóteo). A ARA traduz por "reavivar" o dom; a NVI diz para "manter viva a chama" do dom, a NTLH diz para "conservar vivo" o dom.

Paulo usou um verbo decorrente de um substantivo zōpyron, uma espécie de fole que se usava para assoprar o borralho (quando as brasas precisavam ser reacendidas). Uma tradução mais literal, portanto, do v. 6 seria: "Reacendas o dom", mas não no sentido de uma ordem. O verbo "reacender" (ou "despertar", ou "reavivar", ou "manter viva a chama", ou "conservar vivo") não está no imperativo. Está no modo infinitivo do tempo presente. Este modo refere-se a uma ação continuada ou repetida, sem indicar nada sobre o momento da ação (Bíblia de Estudo Palavras-Chave). Significa que Paulo apenas está lembrando a Timóteo que isso deve ser feito. Não que Timóteo tenha se esfriado. Já ouvi pregadores dizerem que Timóteo tinha deixado seu dom esfriar; mas isso não é verdade observando-se o modo e o tempo do verbo no grego. É como se Paulo dissesse ao jovem: "Eu te lembro que vivas reacendendo a chama do dom de Deus que está em ti".

Paulo explica o porquê disso. Como se dissesse: "Olha, Timóteo, lembre-se de manter acesa a chama do dom que Deus lhe deu, porque Ele mesmo não nos deu o espírito de temor (gr. deilía, e não phobos)". O vocábulo significa timidez, reticência, falta de coragem. O espírito que Deus nos deu foi de poder, fortaleza (gr. dynamis). O crente tem que ter vigor, explosão, dinâmica naquilo em que foi chamado por Deus (dom) a fazer. Por outro lado, o crente recebeu também o espírito de amor (gr. agápē). Aqui é gerado o equilíbrio entre a força e a timidez. O amor juntamente com o poder nos leva à próxima virtude que Paulo diz no v. 7: à moderação (gr. sōphronismós), disciplina, autocontrole, lucidez. Há crentes medrosos e covardes, enquanto há crentes que, de tão "poderosos", são insanos. O amor equilibra o crente. O amor nos ajuda a não sermos passivos com tudo e, ao mesmo tempo, não sermos excessivos com tudo!

É por isso que precisamos constantemente de manter acesa a chama do dom que Deus nos deu. Esta palavra de Paulo para Timóteo se aplica a nós. O mesmo espírito foi dado a nós, o espírito de força, amor e sensatez. Não recebemos o espírito do medo, do acanhamento. Quanto mais aceso eu mantenho meu chamado, mais força, amor e discernimento eu terei para o exercício do meu ministério! Qual a conclusão disso tudo? Paulo responde no v. 8. É surpreendente a conclusão de Paulo sobre a necessidade de manter acesa a chama do nosso dom. Vai contra o que alguns pregam hoje em dia. Veja isso.

Paulo diz que mantendo acesa a chama do dom que Deus deu a Timóteo, ele estaria ao invés de se escondendo atrás da timidez, se enchendo da força, do amor e do equilíbrio e, além disso: estaria pronto para participar das aflições do evangelho, segundo o poder de Deus e não se envergonhando disso! Lá no cap. 2.3, Paulo o convida a sofrer com ele as aflições como bom soldado de Jesus Cristo. Não é realmente diferente do que ouvimos hoje?

Não sei vocês, mas eu já ouvi mais ou menos nos seguintes termos: "Se você, meu irmão, avivar o dom de Deus na sua vida, você vai ser vitorioso, Deus vai lhe tirar do anonimato e lhe colocar em lugar de honra, Deus vai fazer de você cabeça e não cauda..." e por aí vai, é ou não é?

Não resta dúvidas de que seremos extremamente abençoados se em nossa vida mantermos a chama do dom acesa. Porém, a questão é: o que consideramos ser abençoados? Honrarias humanas? Sucesso e reconhecimento? Dinheiro, status e fama? Para Paulo, o ser abençoado era participar das aflições do evangelho! E ele ainda diz que estas aflições são segundo o poder de Deus (v. 8)! A mesma palavra que Paulo usou para dizer que Deus nos deu o espírito de "poder" no v. 7. Ou seja, Aquele que nos deu o espírito de poder, nos deu para que pudéssemos participar das aflições do evangelho pelo Seu próprio poder! Ele nos deu o Seu poder para que não voltássemos atrás nos momentos de aflição.

Que possamos voltar à essência do evangelho do nosso Senhor. Procuremos reavivar sim, esta chama do dom, do chárisma de Deus que nos foi dado. Não deixemos que isso se apague. Mas ao reacendermos a chama deste dom, lembremo-nos de que não é para nossa autopromoção, mas para a glória de Deus, inclusive nos sofrimentos que nos advêm de se viver o verdadeiro evangelho!

Dia tēs písteōs.

Pr. Cleilson

4 comentários:

  1. Esse artigo muito confortou meu coração.Ainda não fui ordenado ao ministério, mas como obreiro, algumas vezes me sinto desanimado na obra por conta de alguns problemas que surgem.No entanto, quando olho para a bíblia e especialmente para esse texto, vejo a importäncia de continuar buscando em Deus o fortalecimento para eu não desistir e continuar labutando na vinha do Senhor.É necessário reacender continuamente a chama do dom de Deus em nós.Que Deus nos ajude nesse propósito.

    ResponderExcluir
  2. De fato, meu querido irmão e colega, esse abatimento sobrevém até mesmo e principalmente aos que já foram ordenados! Gostaríamos de ter um Paulo aqui para nos confortar e nos estimular com palavras tais como estas, mas Deus tem levantado amigos para segurar nossos braços erguidos, enquanto a batalha continua. Grande abraço.

    ResponderExcluir
  3. Ontem fiquei em desespero...Basta acontecer uma pequena coisa em nossas vidas,que logo o coração enganoso e traiçoeiro tenta abater, derrubar...junto com ajudinha do diabo.Muitas vezes, ou a maioria das vezes sofro pq ainda não conheço a face de Deus.
    (A mesma palavra que Paulo usou para dizer que Deus nos deu o espírito de "poder" no v. 7. Ou seja, Aquele que nos deu o espírito de poder, nos deu para que pudéssemos participar das aflições do evangelho pelo Seu próprio poder! Ele nos deu o Seu poder para que não voltássemos atrás nos momentos de aflição)...
    Quantos de nós esta disposto, ou pré-disposto a participar das aflições do Evangelho...E entender isso e continuar com alegria vivendo.Oh Deus me faz uma serva fiel, me faz uma serva que entende a tua palavra, pratica e vivencia...
    Essa palavra Pr. Cleilson me trouxe paz essa manhã, em saber que ainda tenho tempo para ouvir a verdade e ter oportunidade de mudança.Deus abençoe a sua vida e família...
    Amo:)

    ResponderExcluir
  4. Obrigado, querida Faby. As situações ruins em nossa vida são reais, não são fictícias. Mas elas vêm de fora pra dentro. E o Deus a quem servimos é muito mais real e nos ajuda de dentro pra fora...

    ResponderExcluir