Teolatria

No Teolatria você encontra diversos estudos bíblicos em slides (power point) para baixar, além de muitas pregações, sermões expositivos, textuais, temáticos em mp3, dos pregadores da IMVC - Vilhena/RO: Pr. Cleilson, Pb. João, Pb. Alex, Pb. Wesllen Ferreira, Dc. George Michael, irmã Clair Ivete e pregadores convidados. Para ouvir os sermões em alta qualidade, peça seu cd por e-mail especificando seus dados para recebimento e qual mensagem você deseja adquirir: prcleilson@hotmail.com

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

O ESPÍRITO DA PROFECIA (AP 19.10)

Sra. Ellen Gould White: de acordo
com os adventistas, seus escritos
possuem o mesmo grau de inspiração
dos escritos bíblicos...

Tendo enganado seus seguidores durante muito tempo, Ellen G. White, a profetisa do adventismo do 7º dia é considerada até hoje, mesmo depois de morta, como sendo "o espírito da profecia" de Ap 19.10. Pois, segundo os adventistas, suas palavras têm o mesmo grau de inspiração da Bíblia. O periódico da Igreja, A Revista Adventista, declara sem nenhum peso de consciência: “Negamos que a qualidade ou grau de inspiração dos escritos de Ellen White sejam diferentes dos encontrados nas Escrituras Sagradas” ( Revista Adventista, fevereiro de 1984; Ed. Casa Publicadora; Tatuí – SP. - pág. 37).

Interpretam o cap. 12.17 dizendo que eles são o "restante" da descendência da mulher, pois são os únicos que "guardam os mandamentos de Deus e têm o testemunho de Jesus". Dizem que "mandamentos de Deus" são os 10 mandamentos (que só eles observam, incluindo a guarda do sábado), e o "testemunho de Jesus" é a orientação que Jesus deu no NT. Com isso acusam as demais igrejas cristãs de serem aliadas do "dragão" e da "besta" do Apocalipse e que, no fim dos tempos todas as demais igrejas vão persegui-los, pois trocamos a guarda do sábado para o domingo e ficamos irados com eles, pois ainda guardam o sábado (que razão forte para perseguir alguém...)! Sem contar as várias profecias falsas desta mulher, por exemplo, sobre a hora da volta de Jesus, sobre a guerra civil americana, sobre a chuva de meteoros em 1833 e outras gafes mais. É inadmissível que quem se julga o "espírito da profecia" erre tanto... a não ser que esse "espírito" seja outro...

Então não podemos, em sã consciência, admitir que ela tenha razão ao arrogar para si o título de "espírito da profecia", nem ainda conseguimos entender como os adventistas até hoje tentam colar com cuspe essa fraude.

Pois bem, o que vem a ser então o significado de Ap 19.10? William Hendriksen, em seu livro "Mais que Vencedores", em que comenta o Apocalipse, diz a respeito deste versículo: "O espírito é o conteúdo de toda profecia verdadeira - isto é, a Bíblia inteira - é o testemunho de Jesus, o testemunho que Ele nos revelou. A revelação que Ele nos deu impede-nos de adorar qualquer coisa além de Deus (Mt 4.10)". David Stern, judeu messiânico, diz no seu Comentário Judaico do NT: "Penso que o autor está explicando por que foi instruído a não adorar o anjo... Yochanan [João] e seus irmãos têm em si mesmos o testemunho, ou evidência de Yeshua [Jesus], ou seja, o que Yeshua disse a respeito de Si mesmo... Essa evidência que os crentes têm em si mesmos é o espírito da profecia (em grego, prophēteia, 'propagar' em nome de Deus), isto é, o Espírito Santo propaga a verdade de Deus sempre que os crentes levam uma vida devota, messiânica e transmitem aos outros as boas-novas". O mesmo diz Adolf Pohl em seu comentário sobre Apocalipse: "Esse anjo da taça está transmitindo justamente visões da vitória de Deus e do Cordeiro, encontrando-se, por isso, no serviço profético. Agora, porém, ele traça a linha de ligação com João e seus irmãos. Também eles, que testemunham a Jesus, são profetas, pois Jesus é a profecia em pessoa... Falar dEle é falar de um novo mundo e uma nova humanidade, incluindo juízos sobre a história e o futuro. Todas as verdadeiras testemunhas de Jesus são, por isso, profetas no verdadeiro sentido da palavra. Essa equação impactante também pode ser invertida: todos os verdadeiros profetas são testemunhas de Jesus. Isso vale para os profetas do AT (Jo 5.39), como também para o próprio João e para cada testemunha que afirma hoje verdades substanciais sobre a conjuntura e a evolução da realidade. Sempre estará proferindo o que foi dado com Jesus, e faz brilhar o que ainda está oculto em Jesus (Jo 16.13,14). O próprio livro do Ap constitui um modelo básico de profecia cristocêntrica e como tal é parte integrante do cânon".

Bem, o que entendemos aqui é que nenhum dos comentaristas exegetas, por mais fraquinho que seja, irá concordar com a loucura adventista, de entender que este versículo se refere a eles e à personagem central deles, Ellen G. White. Nem torcendo o texto alguém poderia chegar a essa conclusão! Isso é viver além do "Fantástico Mundo de Bobby".


O espírito da profecia é o testemunho de Jesus. Tanto pode ser o testemunho que Jesus recebeu do Pai e o trouxe à terra, como pode ser o testemunho acerca de Jesus, que os apóstolos foram encarregados de transmitir, o que dá na mesma, pois o que Ele recebeu do Pai, assim transmitiu a Seus discípulos, os quais por intermédio do Espírito Santo nos anunciaram (Jo 16.13-15). O Espírito Santo é o espírito da profecia, e o testemunho de Jesus é o que Ele nos ensina a falar (não de nós mesmos, como a sra. White fez, mas daquilo que recebeu do Pai).


No fim das contas, o resumo é: nós, como crentes em Cristo Jesus e testemunhas (martyr) dEle, devemos proclamar o Evangelho de boas-novas, através daquilo que recebemos dos apóstolos do Senhor. O mesmo Espírito que desceu sobre eles, também age em nossos dias, nos capacitando a sermos testemunhas fiéis do Senhor Jesus Cristo. E vamos nos lembrar: nada de perseguir os adventistas porque eles guardam o sábado, viu?


Dia tes písteos.


Pr. Cleilson

Nenhum comentário:

Postar um comentário