Teolatria

No Teolatria você encontra diversos estudos bíblicos em slides (power point) para baixar, além de muitas pregações, sermões expositivos, textuais, temáticos em mp3, dos pregadores da IMVC - Vilhena/RO: Pr. Cleilson, Pb. João, Pb. Alex, Pb. Wesllen Ferreira, Dc. George Michael, irmã Clair Ivete e pregadores convidados. Para ouvir os sermões em alta qualidade, peça seu cd por e-mail especificando seus dados para recebimento e qual mensagem você deseja adquirir: prcleilson@hotmail.com

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

LIÇÕES DOS TRÊS JOVENS PARA A IGREJA PÓS-MODERNA



Sob a ameaça de serem lançados na fornalha de fogo ardente aquecida sete vezes além do normal, caso não se prostrassem para adorar a estátua babilônica, os três jovens hebreus deram ao rei pagão uma resposta cheia de significado para nossa geração pós-moderna. Eles resolveram não pecar mesmo sabendo da sentença que lhes aguardava, e disseram ao rei que os obrigava: “Se o nosso Deus, a Quem servimos, quer livrar-nos, Ele nos livrará da fornalha de fogo ardente e das tuas mãos, ó rei. Se não, fica sabendo, ó rei, que não serviremos a teus deuses, nem adoraremos a imagem de ouro que levantaste” (Dn 3.17,18).

Ao contrário de Sadraque, Mesaque e Abede-Nego, muitas pessoas de nossos dias tentam barganhar com Deus. Já estão nas fornalhas da vida, enrascadas pelos próprios pecados, colhendo tudo de ruim que plantaram e dizem a Deus: “Se o Senhor nos tirar dessa, nós vamos Te servir”. Não é assim mesmo que muitas pessoas se achegam a Deus? Até aqui é compreensível que muitos de nós busquemos a Deus nas horas realmente complicadas da nossa vida. O problema é que depois de livres e já “servindo” a Deus, muitos continuam a negociar com Ele.

Observe que os três jovens não serviam a Deus porque Deus os tinha livrado da fornalha, pois isso ainda nem tinha ocorrido. Eles disseram “o nosso Deus, a Quem servimos”, ou seja, já serviam a Deus, mesmo antes do milagre.

Outra coisa é que eles não tinham garantia de que seriam livrados da fornalha. Eles disseram “se o nosso Deus... quer livrar-nos... se não...”! Ou seja, a certeza deles não era que Deus os livraria, mas que eles não pecariam contra Deus, ainda que não fossem livrados! Hoje, infelizmente, muitas pessoas, além de tentarem barganhar com Deus, ainda cedem aos caprichos do “príncipe deste mundo”, adorando seus ídolos! Que diferença...

Dia tes písteos.

Pr. Cleilson

Nenhum comentário:

Postar um comentário