Teolatria

No Teolatria você encontra diversos estudos bíblicos em slides (power point) para baixar, além de muitas pregações, sermões expositivos, textuais, temáticos em mp3, dos pregadores da IMVC - Vilhena/RO: Pr. Cleilson, Pb. João, Pb. Lorival, Pb. Alex, irmão Rodrigo Tafarel, irmão George Michael, Irmão Wesllen Ferreira, irmã Clair Ivete e pregadores convidados. Para ouvir os sermões em alta qualidade, peça seu cd por e-mail especificando seus dados para recebimento e qual mensagem você deseja adquirir: prcleilson@hotmail.com

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

QUEM SÃO AS DUAS TESTEMUNHAS DE APOCALIPSE 11?


As opiniões que levam em conta Moisés, Elias, Enoque, AT e NT, entre outras como sendo as duas testemunhas do Apocalipse não consideram o estilo literário do livro. Os literalistas, por exemplo, foram apanhados em sua ingenuidade e tropeçaram nas informações do v. 6: "Estes têm poder para fechar o céu, para que não chova, nos dias da sua profecia; e têm poder sobre as águas para convertê-las em sangue, e para ferir a terra com toda a sorte de pragas, todas quantas vezes quiserem". Com as informações deste versículo, os literalistas (entre eles, os assembleianos e quase todos os pentecostais, bem como a maioria dos batistas nacionais) tropeçaram. Levaram o texto "ao pé da letra", como é costume dos literalistas e se esqueceram de uma regra básica e simples da Hermenêutica: "Considere o estilo literário do livro". Os literalistas fazem isso por causa de outra regra hermenêutica: "Interprete todo texto literalmente, a não ser que o contexto indique o contrário". O problema no entendimento dessa regra é que muita coisa na Bíblia fica subjetiva e o leitor, por não conseguir (ou não querer) discernir o contexto, seja por qual motivo for (geralmente é porque o contexto destrói seu conceito), acaba por desconsiderá-lo e interpreta certas passagens figuradas de forma literal, o que é um erro imperdoável na interpretação bíblica.

Não só Apocalipse 11 tem sido exemplo desse pouco caso que se faz com o contexto, como todo livro tem sofrido esse abuso. Apocalipse é um livro para ser interpretado à luz de outras passagens mais claras da Bíblia em conexão. Ele é um livro profético e, como tal, precisa ser visto com seu respectivo simbolismo.

O anjo que acompanha João na amostra dos eventos desde o início do livro diz a ele quem são estas duas testemunhas: "Estas são as duas oliveiras e os dois castiçais que estão diante do Deus da terra" (v.4). Onde encontramos referência a estas duas oliveiras? Em Zacarias 4. Nos vs 1-3 está escrito: "E o anjo que falava comigo voltou, e despertou-me, como a um homem que é despertado do seu sono, e disse-me: Que vês? E eu disse: Olho, e eis que vejo um castiçal todo de ouro, e um vaso de azeite no seu topo, com as suas sete lâmpadas; e sete canudos, um para cada uma das lâmpadas que estão no seu topo. E, por cima dele, duas oliveiras, uma à direita do vaso de azeite, e outra à sua esquerda". Depois que o anjo explica a Zacarias a função e o propósito para com Zorobabel, ele pergunta ao anjo: "E, respondendo-lhe outra vez, disse: Que são aqueles dois ramos de oliveira, que estão junto aos dois tubos de ouro, e que vertem de si azeite dourado? E ele me falou, dizendo: Não sabes tu o que é isto? E eu disse: Não, senhor meu. Então ele disse: Estes são os dois ungidos, que estão diante do Senhor de toda a terra" (vs 12-14).

Como já sabemos, os dois ungidos na época de Zacarias eram Josué (o sumo-sacerdote - favor não confundi-lo com o Josué da época de Moisés, pois há mil anos de diferença entre um e outro) e Zorobabel (o governador, sucessor legítimo por descendência do trono de Davi, só que não podia ser rei porque o império da época era o medo-persa e Israel, como outras nações eram sujeitas a Ciro e seus sucessores). Mas os dois ungidos eram esses: Josué e Zorobabel. Um como sacerdote, outro como rei. O que isso tem a ver com Apocalipse? Então as duas testemunhas são Josué e Zorobabel? Não. Mas aquilo que eles representam.

Veja que no NT, a começar pela carta universal de Pedro, os crentes recebem essa dupla função - são sacerdotes e reis: "Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real..." (1Pe 2.9). O apóstolo João entende essa verdade de Pedro e a transcreve na introdução de seu livro profético: "E nos fez reis e sacerdotes para Deus e seu Pai..." (Ap 1.6), bem como também na visão que ele tem do Cordeiro no trono: "E para o nosso Deus os fizeste reis e sacerdotes..." (Ap 5.10).

Se o anjo diz para João que as duas testemunhas são as duas oliveiras, então temos que retornar ao texto a que João faz referência, que, no caso, é o do profeta Zacarias. Estudiosos já chegaram a calcular mais de 400 referências que João faz ao AT (William Hendriksen - Mais que Vencedores)! Então, voltando ao texto ao qual João faz referência conseguimos localizar as duas oliveiras, que são Josué e Zorobabel, na sua função de sacerdote e rei. Analisando as referências neotestamentárias acerca de reis e sacerdotes, encontramos, não somente Pedro, mas o próprio João falando sobre isso em seus escritos. E os reis e sacerdotes a quem eles se referem é a igreja. Portanto, chegamos à conclusão que nós mesmos, ou seja, a igreja, em seu duplo papel (reis e sacerdotes) é que são as duas testemunhas! O autor acima mencionado ainda acrescenta o significado relacionando com a ordem de Jesus aos Seus missionários, enviando-os de dois em dois (Lc 10.1), "o que falta a um, o outro supre". Acrescenta ainda que, assim como Josué e Zorobabel representam os ofícios pelos quais Deus abençoou a Israel, assim também durante a era do Evangelho ele abençoa sua Igreja por meio de ofícios, a saber, a pregação da Palavra e o ministério de sacramentos.

Agora vamos aos demais fatos que circundam estas duas testemunhas em Ap 11.

As duas testemunhas profetizarão pelo período de 1.260 dias. Alguns veem nisso aqui o período que compreende desde a 1ª até a 2ª vinda de Cristo, ou seja, o período da igreja. Outros veem aqui apenas o período final, chamado de "Grande Tribulação". Não tenho objeção a nenhuma destas duas visões, porque biblicamente a igreja prega o evangelho desde a ascensão de Cristo até a parousia, portanto, continuará pregando na época da Grande Tribulação. O importante é ver nesta passagem que se as duas testemunhas representam a igreja, então, obviamente a igreja estará na terra no período da Grande Tribulação, pois ela é quem vai continuar anunciando o evangelho (clique aqui para ler minha posição quanto à questão se a igreja vai ou não passar pela Grande Tribulação).

1.260 dividido por 30 (dias de cada mês) é igual a 42 meses. E 42 dividido por 12 (meses de cada ano) é igual a 3 anos e meio. Os dias em que as duas testemunhas hão de profetizar é de 3 anos e meio. Sabemos que 3 e meio é a metade de 7 e que o número 7 é número de plenitude. Portanto, 3 anos e meio representa um tempo que seria pleno, todavia, foi cortado pela metade. Isso não quer dizer que a igreja pregará apenas por 3 anos e meio literalmente, mas que o tempo que seria pleno e completo foi reduzido. Portanto, esse tempo nada mais é do que "os dias abreviados" aos quais Jesus Se referiu em Seu Sermão Profético (Mt 24.22). Como eu disse, alguns veem como sendo todo o período da igreja, que é repleto de sofrimentos e perseguição, mas também pode significar o período intensivo da Grande Tribulação no fim do período da igreja.

O v. 5 diz assim: "E, se alguém lhes quiser fazer mal, fogo sairá da sua boca, e devorará os seus inimigos; e, se alguém lhes quiser fazer mal, importa que assim seja morto". É óbvio que isso não se pode ser tomado literalmente. Mas podemos fazer coro com a Palavra do Senhor a Jeremias: "eis que converterei as minhas palavras na tua boca em fogo" (Jr 5.14). A igreja do Senhor quando prega a verdade do Evangelho, ela condena o ímpio com base na Palavra de Deus e essa condenação resulta em destruição. O mesmo se dá com a figura de fazer fechar o céu para não chover e tornar águas em sangue. Na verdade, João apenas está utilizando como símbolo fatos que ocorreram no AT como juízo de Deus aos incrédulos, e usa como título os casos de Elias e Moisés. Em outros termos, assim como Elias e Moisés foram profetas de sua época e julgaram os incrédulos de então, assim também a igreja, em sua época, "nos dias de sua profecia" (v. 6), com sua palavra exerce juízo sobre os incrédulos de agora.

Mas o v. 7 diz que os dias de seu testemunho se acabarão. Estes serão os dias correspondentes à aparição do homem da iniquidade (2Ts 2.3), o anticristo, a besta do Apocalipse. Por aqui ficamos sabendo o que é "que o detém" de 2Ts 2.6. A única coisa que ainda detém o poder do anticristo é a pregação do Evangelho por essas duas testemunhas! Pois diz Ap 11.7: "E, quando acabarem o seu testemunho, a besta que sobe do abismo lhes fará guerra, e os vencerá, e os matará". Esses dias estão chegando. Tramitações já correm entre as nações para a escolha de um representante mundial com poder outorgado pelas próprias nações (veja a descrição da besta em Ap 13, seu poder [chifres], sua autoridade [cabeças], o número 10 [representando as nações], seu tempo de ação [42 meses], suas blasfêmias contra Deus e os de Deus [v. 6] e sua guerra contra os santos [igreja presente na Grande Tribulação] e sua vitória, como aqui). Quando o testemunho da igreja já tiver alcançado os eleitos, então se manifestará o iníquo. Ele matará e vencerá a igreja (mas só fisicamente, pois espiritualmente a igreja é vencedora sobre a besta - ver Ap 15.2).

A cidade de Ap 11.8, espiritualmente chamada de Sodoma e Egito é uma referência a Jerusalém, pois diz o adendo, "onde o seu Senhor também foi crucificado". Ainda aqui não podemos reduzir o significado simbólico a apenas esta cidade, pois todo sistema neste mundo que se levanta contra os princípios da Palavra de Deus são "Sodoma e Egito", eles também crucificam o Filho de Deus com suas vergonhas e pecados. Portanto, os corpos dos fiéis que se encontram mortos a céu aberto estarão localizados em todas as partes do mundo, onde seu testemunho não foi aceito. Por isso "homens de vários povos, e tribos, e línguas, e nações verão seus corpos mortos por três dias e meio" (v. 9). Observe que agora já se fala em "dias" e não "anos" (3 dias e meio). Isso quer dizer que, após o martírio de muitos crentes, chegou a hora da vinda de nosso Senhor que "desfará pelo assopro da Sua boca" o anticristo (2Ts 2.8). Os 3 e meio representa a rapidez da vinda de Jesus. Quem lê Apocalipse sabe que no cap. 6.9-11 temos um clamor dos mártires suplicando para que a justiça se realize contra aqueles que derramaram o sangue dos filhos de Deus. É-lhes dito que aguardem, pois ainda muitos irmão seriam mortos como eles foram! Agora está. Aqui completa-se o número dos mortos pelo martírio e agora vem o Senhor para vingá-los!

Os vs. 11,12 são uma expressa referência à ressurreição. Claro que por outros textos bíblicos, este evento está conectado com vários outros. Observe o detalhe de João: "E subiram ao céu em uma nuvem; e os seus inimigos os viram". Como é de se esperar, nada se fala de arrebatamento secreto. Claro que já estamos eliminando a possibilidade destas duas testemunhas serem duas pessoas individuais pelas razões já apresentadas. Os que assim creem, acabam por defender uma ressurreição específica destas duas testemunhas, o que não condiz com mais nenhuma passagem bíblica, pelo contrário, até as contradiz. Os literalistas se veem em maus lençóis, pois não sabem explicar como pode ser Moisés uma destas testemunhas, se Moisés já morreu... e ao homem é ordenado morrer uma só vez (Hb 9.27). Ao argumentarem que pode ser Elias e Enoque, visto que não morreram, eu respondo que ambos foram arrebatados para não ver a morte e também para prefigurar a igreja viva na terra por ocasião da 2ª vinda, como disse Paulo, que será transformada num abrir e fechar de olhos para estar com o Senhor. Elias e Enoque foram vivos para o céu como exceção e não como regra, pois a regra é ir depois da morte. Mas eles também servem de tipo dos crentes vivos que também não morrerão na ocasião do arrebatamento, portanto, não podem voltar para morrer (como era o pensamento de Tertuliano - ele achava que Deus havia levado Enoque e Elias, para poder mandá-los de volta para lutar contra a besta do Apocalipse).

Se alguém argumentar que o v. 13 prova que ainda não é o fim, visto que nem todos morreram, então podemos responder que o apóstolo João apenas está retornando sua "lupa" para os ímpios, uma vez que ele já falou até o fim o que aconteceu com os crentes. Aquele terremoto que destruiu a décima parte da cidade e matou 7.000 pessoas também têm sentido figurado. O número 7 é número de plenitude e o número mil fala de grandeza de abrangência. Então 7.000 quer dizer todos os que têm de ser mortos pelo terremoto em todos os lugares onde ele ocorrer no mundo naquela ocasião. Observe que logo em seguida, toca-se a sétima trombeta (a mesma "última trombeta" que Paulo fala em 1Co 15.52) - Ap. 11.15 e assim virá o fim.

Agora, uma pastoral para nós: como estamos agindo em relação ao testemunho do Evangelho? Temos mesmo sido testemunhas de Jesus por este mundo já governado por Satanás, o qual dará seu poder ao anticristo dentro de pouco tempo? Ou temos nos tornado secularizados, pulverizados pelos modismos do nosso mundo capitalista, de tal modo que queremos aproveitá-lo nas pregações? Se estivermos assim, então seremos facilmente enganados pela sutileza do iníquo. Mas se estivermos sendo verdadeiras testemunhas de Cristo, em compromisso fiel ao nosso chamado de "reis e sacerdotes", então pode acreditar, não seremos tão bem queridos assim, pois o mundo que odiou a Cristo também nos odiará (Jo 15.18-25).

Muitos pregadores de hoje querem o reconhecimento do público a quem pregam. Se esse é o seu caso, então você não tem parte com a ressurreição dos santos. Para ouvir aquela voz naquele dia: "Subi para cá", é preciso andar sem dever nada a este mundo, sem procurar satisfazer suas exigências transloucadas e corruptas. É preciso estar disposto a, se necessário, padecer até mesmo algumas das penas aplicadas ao mundo em que vivemos, como Elias, que viu o ribeiro de Querite secar-se diante dos seus olhos por causa da palavra profética que ele proferiu sobre a seca como juízo para sua nação. Mas Deus não o deixou. Ele o enviou a uma viúva em Sarepta, a qual, por milagre cuidou do profeta e foi cuidada por Deus, de modo a não perecer com seu filho.

Você é testemunha de Jesus?

Dia tes písteos.

Pr. Cleilson

42 comentários:

  1. Já foi dito que "texto sem contexto é pretexto para heresia". De fato. Eis então, o conselho de um dos ícones da teologia, Rev. John Stott, que diz: "o contexto de um texto bíblico é de gênesis a apocalipse".
    Mais uma vez, obrigado Pr. Cleilson pelo esmero com que tem se dedicado na exegese de seus estudos.

    Em Cristo!

    Pr. Wellington Miguel
    Esmeraldas/MG

    ResponderExcluir
  2. Olá, meu irmão em Cristo. Prazer tê-lo neste espaço. Muitas vozes devem fazer coro com a minha em dizê-lo que sentimos falta dos seus artigos no Teolatria.

    Abraços fraternos em Cristo.

    ResponderExcluir
  3. Muito bom esse artigo Pr.Cleílson.Apesar que escatologia, na minha opinião, não é uma matéria nada fácil da teologia.Eu fiquei impressionado com sua informação de que há possibilidade de surgir um representante mundial.Isso é sério! Essa informação é segura pastor?

    ResponderExcluir
  4. Paz, querido Wesley.

    Realmente a Escatologia não é fácil. Temos muitas visões bem alicerçadas, mas prefiro seguir a visão amilenista, pois ela é mais coerente com o estilo profético e simbólico do livro e não literalista.

    Sobre a possibilidade de um representante mundial, cedo ou tarde isso deve ocorrer. Veja nesse link a proposta do papa Bento XVI:

    Clique_aqui

    ResponderExcluir
  5. Eu também gosto da visão amilenista, principalmente depois que acompanheie o estudo expositivo do Rev.Hernandes Dias Lopes.Sobre a proposta do papa, eu já tinha lido e fiquei perplexo.Abraços Pastor.

    Wesley Alves Peronica

    ResponderExcluir
  6. parabens pastor realmente este estudo escartologia e muito dificio para preparar mais eu adimiro muito sua sabedoria pastor cleison vc e uma grande teolago

    ResponderExcluir
  7. Como se sabe, o Templo de Jerusalém (Templo de Herodes) era constituído de diferentes espaços, que, de certo modo, refletiam a própria organização social da Palestina. Havia o átrio dos sacerdotes, o átrio de Israel para os homens, o átrio das mulheres e o átrio dos gentios.
    O átrio: O átrio não é um espaço de permanência, de vivência; é um espaço de transição. A vida, neste contexto, acontece nas casas, nos palácios, mesmo no templo. No átrio transitam as situações efêmeras e as condições transitórias. Nas casas, trata-se dos valores permanentes, significativos. O átrio é uma fronteira a ser ultrapassada.
    O texto''apoc 11'' fala de um ser humano que está no atrio, sobrevive do que acontece no átrio. Ele assume a sua condição à margem da casa, à margem do templo. É personagem fixa numa condição imutável. Por outro lado, o texto nos mostra que o átrio é lugar da manifestação da graça e das bênçãos de Deus. Assim, o átrio é um lugar de passagem, como a Páscoa. Da morte para a vida, da escravidão para a liberdade, do lamento para o júbilo de alegria, da condição imutável para transformação .apoc 11 .Mas deixa o átrio que está fora do santuário, e não o meças; porque foi dado aos gentios''as 2 test'' ; e eles pisarão a cidade santa por quarenta e dois meses.
    . PERG:SERIAM AS DUAS TESTEMUNHAS , DOIS GENTIOS, E ESTARIAM AGORA EM UMA CONDIÇÃO INTERMEDIARIA ,OU SEJA, NUNHA ESPECIE DE ÁTRIO DOS GENTIOS?

    ResponderExcluir
  8. PR CLEILSON SE ESSA IGREJA DA NOSSA ERA FOR PASSAR PELA TRIBULAÇAO NAO INJUSTO? POR ISSO EU CREIO QUE A IGREJA NAO PASSARA PELA TRIBULAÇAO.ANTONIO DE PADUA B FILHO OBRIGADO PELO ESPAÇO CONCEDIDO FIQUE NA PAZ.

    ResponderExcluir
  9. Irmão Antonio, graça e paz. Eu não entendi por que seria injusto a igreja da nossa era passar pela tribulação...

    ResponderExcluir
  10. PR CLEISON UMA OBS PARA O SENHOR:
    A) AS 2 TESTEMUNHAS ESTÃO VESTIDAS DE SACO;B)ELIAS PROFETIZOU CONTRA OS SOLDADOS DO REI ACAZIAS, VISTO QUE ESTÁ ESCRITO NÃO É A MINHA PALAVRA COM0 FOGO DIZ O SENHOR JEREMIAS 23.29.ELIAS PROFETIZA E O FOGO CAIU LITERALMENTE,PORQUE ELE ERA POSSUIDOR DA PALAVRA DE DEUS NA SUA BOCA.LOGO SE AS DUAS TESTEMUNHAS SÃO PROFETAS COMO ESTÁ ESCRITO NO APOCALIPSE,LOGO RECEBERAM EXCLUSIVAMENTE DE DEUS ESTA AUTORIDADE,NEM TODO PROFETA DO AT FIZERAM TAL PRODÍGIO;NEM MESMO A IGREJA QUE ESTÁ NA TERRA.ME MOSTRE QUAL A FOI A IGREJA QUE OROU E CAIU FOGO DO CÉU.QUANDO O TESTEMUNHO DOS MESMOS TERMINAREM ELES SERÃO MORTOS E AS NAÇÕES DO MUNDO POR TRÊS DIAS VERÃO OS SEUS CORPOS(FÍSICO OU SEJA LITERAL).A BESTA FARÁ GUERRA CONTRA ELES,NÃO SERÃO COLOCADOS EM SEPULCROS, O ESPÍRITO DE VIDA VINDO DE DEUS ENTROU NELES,E ELES SUBIRAM AO CÉU,LOGO AS DUAS TESTEMUNHAS NÃO PODE SER A IGREJA REMANESCENTE PORQUE A IGREJA DE CRISTO FOI ARREBATADA POR CRISTO NESTE PERÍODO 1TESSA4.16 E PARA SE RECEBER A SALVAÇÃO EM CRISTO NO PERÍODO DA GRANDE TRIBULAÇÃO DEVE-SE REJEITAR O SINAL DA BESTA.AS DUAS TESTEMUNHAS PREGARAM E NÃO SE AFIRMAR QUE MUITOS A CREDITARAM EM SUAS MENSAGENS,HOUVE UM TERREMOTO E 7000 PESSOAS MORRERAM,NÃO PODE SER SIMBÓLICO,PORQUE 7 TROMBETAS, 7 TAÇAS,7 SELOS,7 ANJOS,7 MILAGRES DE ELIAS,70 ANCIÂOS QUE PROFETIZARAM,7 FRASES QUE JESUS FALOU NA CRUZ,7DIAS,7 ANOS DE FOME,E OUTROS 7 QUE APARECEM NA BÍBLIA SÃO LITERAIS, ATÉ PARECE IMPOSSÍVEL PARA DEUS QUE SEJA 7000 MIL MORTOS NO TERREMOTO A MATEMÁTICA É DELE, PORQUE PARA DEUS NÃO HÁ IMPOSSÍVEL.E FOI DADO GLÓRIA A DEUS DEVIDO A ESTE FATO,A CREDITARAM NO TESTEMUNHO DAS 2 TESTEMUNHAS.A IGREJA REINARÁ COM CRISTO NO MILÊNIO APOC5.10 E APOC2.26(IGREJA DE TIATIRA).REPARE PODER PARA CERRAR O CÉU QUE AUTORIADE TEM ESTES DOIS PROFETAS.OBSERVE O TEXTO MELHOR.AMÉM

    ResponderExcluir
  11. Anônimo, obrigado por participar do nosso espaço.

    Gostaria de pelo menos uma referência bíblica que prove que a igreja não vai passar pela grande tribulação. Pelo menos um que diga que a igreja vai ser arrebatada antes da grande tribulação.

    Esse de 1Ts 4.16 que você citou não confere. Lá diz o seguinte: "Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro". Aqui qualquer leitor percebe que não tem nada de arrebatamento secreto, pois fala de alarido, trombeta e muitas coisas barulhentas. Aqui também não diz que esse arrebatamento será antes da grande tribulação. Pelo contrário, juntando com 2Ts 2 nós vemos que primeiro tem que se manifestar o anticristo, o filho da perdição. Só depois disso é que Jesus volta.

    Mostre-me outra referência para suas afirmações, porque esta não tem nada a ver.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  12. PR CLEILSON REPARE QUE EM 2ªTESSALONICENSES CAP.4.16 PAULO ESCREVE QUE A TROMBETA DE DEUS SOARÁ E O SENHOR DESCERÁ DO CÉU E OS QUE MORRERAM EM CRISTO RESSUSCITARÃO PRIMEIRO.VEJA QUE NO VERSÍCULO 17 DO MENCIONADO LIVRO PAULO ESCREVE AFIRMANDO QUE OS SANTOS(A IGREJA) QUE ESTIVESSEM VIVOS SERIAM ARREBATADOS COM ELES,OU SEJA,OS QUE DORMIAM EM CRISTO E FORAM RESSUSCITADOS E PAULO TAMBÉM SE INCLUI.LOGO O APÓSTOLO PAULO TINHA ESTA CONVICÇÃO QUE A IGREJA SERIA ARREBATADA ANTES DA GRANDE TRIBULAÇÃO.VEJA AGORA EM 2ª TESSALONICENSES CAPÍTULO 2 VERSÍCULOS 7 E 8 PAULO DIZ:O MISTÉRIO DA JUSTIÇA OPERA, SOMENTE HÁ UM QUE LHE RESISTE ATÉ QUE DO MEIO SEJA TIRADO(ESPÍRITO SANTO) E ENTÃO SERÁ REVELADO O INÍQUIO.JESUS DISSE QUE O ESPÍRITO SANTO ESTARIA CONOSCO PARA TODO O SEMPRE JOÃO 14.16.IMAGINE ELE SENDO TIRADO DO NOSSO MEIO E A IGREJA FICANDO NA GRANDE TRIBULAÇÃO ELE NOS ABANDONARIA AÍ SERIA MUITO SOFRIMENTO E TERROR QUE A IGREJA PASSARIA,IRIA CONTRARIAR O QUE JESUS DISSE.VEJA O QUE ESCREVEU O APÓSTOLO PEDRO EM 2ª PEDRO CAP)2.9 ELE DIZ: ASSIM SABE LIVRAR DA TENTAÇÃO OS PIEDOSOS E RESERVAR OS INJUSTOS PARA O DIA DO JUÍZO, PARA SEREM CASTIGADOS.ROMANOS CAP)9.14 DIZ:QUE DIREMOS POIS? QUE HÁ INJUSTIÇA DA PARTE DE DEUS? DE MANEIRA NENHUMA.SERÁ QUE DEUS PERMITIRÁ QUE OS PIEDOSOS, OS SANTOS LAVADOS E REDIMIDOS NO SANGUE DE JESUS,QUE SERVEM A DEUS COM AMOR,COM HONESTIDADE E SINCERIDADE, DEUS PERMITA QUE A SUA IGREJA VEJA O TORMENTO DURANTE 3 ANOS E MEIO, QUANDO OS 3 ANOS E MEIO DE PAZ ACABAR E O ANTI CRISTO IRÁ GOVERNAR,PERSEGUIR E MATAR CRUELMENTE AQUELES QUE NEGAREM O SINAL DA BESTA,SERÁ QUE A IGREJA DO PERÍODO DA GRAÇA TERÁ QUE VER A MORTE DA TERÇA PARTE DOS HOMENS NA TERRA,HOMENS QUE SERÃO MORTOS PELAS PRAGAS DE DEUS PORQUE COM A GRANDE TRIBULAÇÃO O PERÍODO DA GRAÇA SE CESSA E AÍ É SÓ JUÍZOS CONTRA OS PECADORES QUE REJEITARAM A CRISTO E ASUA PALAVRA,CADÁVERES DE MUITOS MORTOS E JESUS DISSE ONDE ESTIVER O CADÁVER AÍ SE AJUNTARÃO OS ABUTRES MATEUS 24.28.VEJA QUE QUANDO DEUS DESTRUIU SODOMA E GOMORRA,O JUÍZO CONTRA ESTAS CIDADES DE MANEIRA DESTRUIDORA E DEUS ENVIOU 2 ANJOS PARA RETIRAR DE LÁ LÓ E A SUA FAMÍLIA,DANDO ASSIM LIVRAMENTO PARA QUE LÓ NÃO VISSE A ANGUSTIA E A TRIBULAÇÃO E O DESESPERO DOS MORADORES DE SODOMA E GOMORRA,VEJA QUE DEUS TIROU LÓ DE LÁ PORQUE LÓ ERA UM HOMEM PIEDOSO, SERVO DO DEUS ALTÍSSIMO.VEJO AQUI UMA FÍGURA PROFÉTICA QUE A IGREJA SERÁ ARREBATADA ANTES DA GRANDE TRIBULAÇÃO.LEIA LUCAS CAP)17.29.EM 1ª SAMUEL26.24 DAVI DESEJA QUE DEUS O LIVRE DE TODA TRIBULAÇÃO;EM ISAÍAS CAP 33.2 DIZ QUE ELE É A NOSSA SALVAÇÃO NO TEMPO DA TRIBULAÇÃO.PROVÉRBIOS CAP)12.13 DIZ QUE O JUSTO SAIRÁ DA ANGÚSTIA,VEJA QUE ANGÚSTIA É ADVERSIDADE, AFLIÇÃO,DOR E TRIBULAÇÃO.SERÁ QUE JESUS DEIXARIA A SUA IGREJA(PERÍODO DA GRAÇA) NAS MÃOS DO ANTI CRISTO NA GRANDE TRIBULAÇÃO, PARA SER MASSACRADA POR ELE,E O ESPÍRITO SANTO LONGE DE NÓS? NÃO TEM SENTIDO.IMAGINE O SENHOR E A SUA IGREJA NAS MÃOS DO ANTI CRISTO SEM A AÇÃO DO ESPÍRITO SANTO QUE TERROR, O SENHOR QUE PREGA,ENSINA AS DOUTRINAS DE JESUS É HUMILHADO PERSEGUIDO NOS DIAS DE HOJE E JESUS DIZ NA SUA PALAVRA QUE NOS CÉUS HÁ MUITAS MORADAS E DISSE ONDE EU ESTIVER VÓS ESTAREIS TAMBÉM.EM APOCALIPSE CAP)19.7 E 8 JOÃO VÊ A NOIVA DO CORDEIRO(A IGEREJA)NO CÉU VER VERSÍCULO 1, E NOS VERSÍCULOS 11 EM DIANTE ONDE SE SEGUE AINDA O PERÍODO DA GRANDE TRIBULAÇÃO JESUS EM ARMAGEDOM,NA GUERRA VENCE A BESTA E O FALSO PROFETA, PERCEBA QUE JÁ É O TÉRMINO DA GRANDE TRIBULAÇÃO DEPOIS O INÍCIO DO MILÊNIO.PASTOR CREIA QUE JESUS NÃO VAI DEIXAR O SENHOR PARTICIPAR DESSE TORMENTO NÃO, SE HOJE ELE VIESSE ARREBATAR A SUA NOIVA,ELE NÃO VAI DEIXAR A NOIVA SÓ ELE QUER ESTAR JUNTO DELA PORQUE ELE AMA A NOIVA E NÃO A DEIXARÁ VER TAMANHA AFLIÇÃO.QUE DEUS ABENÇÕE O SENHOR E PREGUE QUE JESUS NÃO NOS DEIXARÁ AQUI QUANDO O ESPÍRITO SANTO FOR TIRADO DO NOSSO MEIO.QUE DEUS LHE ABENÇÕE

    ResponderExcluir
  13. PASTOR SÓ UM LEMBRETE QUANDO PAULO DIZ E NÓS QUE FICARMOS VIVOS, SEREMOS ARREBATADOS JUNTAMENTE COM ELES E ENCONTRAR-SE COM O SENHOR NOS ARES,PAULO ESTÁ DIZENDO QUE ISSO IRÁ ACONTECER ANTES QUE SE REVELE O FILHO DA PERDIÇÃO, SE A IGREJA NÃO FOR ARREBATADA E A IGREJA ESTIVER A MERCÊ DO FILHO DA PERDIÇÃO PAULO ESCREVEU NA CARNE E NÃO INSPIRADO PELO ESPÍRITO SANTO,MAS PAULO ERA O HOMEM DA VERDADE E SABIA MUITO BEM O QUE ESTAVA ESCREVENDO,A IGREJA NÃO CAIRÁ NAS MÃOS DO ANTI CRISTO, PORQUE PAULO DESEJAVA SER ARREBATADO ANTES DA GRANDE TRIBULAÇÃO.ELE MORREU MAS AINDA ESTÁ ESCRITO:SEREMOS ARREBATADOS.

    ResponderExcluir
  14. PASTOR OUTRO LEMBRETE SE A IGREJA DE CRISTO IRÁ PASSAR PELA GRANDE TRIBULAÇÃO, NO CASO OS VIVOS, E OS QUE DORMIRAM EM CRISTO IRÃO RESSUSSCITAR COMO PAULO DIZ ESTES TAMBÉM IRÃO PASSAR PELA GRANDE TRIBULAÇÃO? ABSURDO PAULO DIZ QUE SERÃO ARREBATADOS.SE ELES NÃO IRÃO PARTICIPAR DA GRANDE TRIBULAÇÃO, OS VIVOS TERÃO QUE PASSAR? ABSURDO,PORQUE OS QUE MORRERAM EM CRISTO ERA A IGREJA DO PERÍODO DA GRAÇA COMO OS SANTOS VIVOS TAMBÉM O SÃO.DEUS DEIXA UMA PARTE DA IGREJA NO CÉU E A OUTRA NO INFERNO NA GRANDE TRIBULÇÃO.ABSURDO.OU TODA IGREJA IGREJA DE MORTOS RESSUSCITADOS E VIVOS PARTICIPAM DA GRANDE TRIBULAÇÃO OU A IGREJA SERÁ ARREBATADA ANTES DISSO.DEUS NÃO É INJUSTO ELE PREPAROU GALARDÕES NO CÉU PARA TODOS AQUELES QUE O AMAM.

    ResponderExcluir
  15. PR LEIA MATEUS CAP. 25 JESUS SE REFERINDO E CONTANDO UMA PARÁBOLA DAS 10 VIRGENS. 5 ERAM PRUDENTES E 5 NÉSCIAS.AS 5 PRUDENTES FORAM LEVADAS PELO SENHOR ENQUANTO AS NÉSCIAS FORM FICADAS PARA TRÁS.AQUI ESTÁ UMA MANEIRA DE SE ENTENDER O ARREBATAMENTO DA IGREJA,POIS É ALGO IMINENTE PODE ACONTECER A QUALQUER MOMENTO. JESUS DISSE VIGIAI PORQUE NÃO SABEIS A HORA EM QUE VIRÁ O FILHO DO HOMEM.NÃO PRECISO SER MUITO TEÓLOGO PARA ENTENDER O QUE JESUS ESTÁ DIZENDO.EM ALGUMAS PARÁBOLAS ELE COMEÇA DIZENDO: HAVIA(NO SENTIDO DE EXISTIR).AQUI ELE NÃO FALA EM MOMENTO DE GRANDE TRIBULAÇÃO,ELAS VIVIAM SUAS VIDAS NORMAIS,FOI QUANDO FORAM PEGAS DE SURPRESAS PELO SENHOR.AMÉM.

    ResponderExcluir
  16. Olá, anônimo, paz.

    Só escreve em minúsculo, porque fica difícil ler seu texto todo em maiúsculo...

    Quanto a 1Ts 4.16,17 fala do arrebatamento, mas nada diz quanto à época. Eu creio no que os versículos dizem, como você escreveu, mas você conclui dizendo: "LOGO O APÓSTOLO PAULO TINHA ESTA CONVICÇÃO QUE A IGREJA SERIA ARREBATADA ANTES DA GRANDE TRIBULAÇÃO". Os versículos citados não provam que Paulo cria assim. Eu poderia usar o mesmo argumento e dizer: "Logo, o apóstolo Paulo cria que a igreja seria arrebatada depois da grande tribulação". Estes versículos não provam nada.

    Já em 2Ts 2 o caso é diferente. Ali está muito claro que Paulo cria no arrebatamento DEPOIS da Grande Tribulação. Ele disse claramente no v. 3 que "o dia de Cristo" (v. 2) não acontecerá sem que antes venha a apostasia e se manifeste o filho da perdição (o anticristo).

    Então, no v. 8 Paulo diz que na vinda do Senhor (a mesma do v. 2), o anticristo será destruído pelo sopro de sua boca. Se Jesus vier antes da grande tribulação, como você diz, então Ele não pode destruir o anticristo.

    O v. 7 que você citou, "o que o detém" não significa o Espírito Santo. Veja, por exemplo, o que diz Barclay no seu comentário a 2Ts 2 (muitos outros comentaristas dizem o mesmo):

    "Qual é a força que no momento detém e mantém sob controle o iníquo? Ninguém pode responder com segurança a esta pergunta. O mais provável é que Paulo pensasse no império romano. Várias vezes ele mesmo tinha que ser libertado da fúria do povo pela justiça do magistrado romano. Roma era o poder restritivo que preservava o mundo de uma anarquia insensata. Mas chegaria um dia em que o poder romano seria eliminado, e depois viria o caos".

    Veja o que diz Werner de Boor sobre essa interpretação de que pode ser o Espírito Santo:

    "Será correta essa explicação? A dificuldade linguística de que nesse caso o arrebatamento equivaleria a uma "eliminação" da igreja e do Espírito Santo até poderia ser aceitável. Mas essa interpretação pressupõe que o "dia do Senhor" após a apostasia e o surgimento do anticristo seria algo diferente do que "parusia e arrebatamento"! Essa premissa, contudo, é inviabilizada justamente pelos dizeres do presente capítulo. Se toda essa interpretação fosse correta, Paulo deveria ter tomado uma posição muito diferente diante da inquietação dos tessalonicenses, escrevendo algo como: “Quanto ao dia do Senhor, não vos deixeis confundir através dessas palavras de ordem, de que já chegou! Afinal, esse "dia do Senhor" só poderá começar muito tempo depois de nosso arrebatamento. Porque é nosso arrebatamento que acaba abrindo espaço para a ascensão do anticristo, e somente então virá o "dia do Senhor". Contudo – foi exatamente isso que Paulo não escreveu"!

    Portanto, há várias vertentes, mas essa do Espírito Santo é a menos aceita, a mais fraca de base.

    ResponderExcluir
  17. Quando você diz que seria injusto da parte de Deus permitir que a igreja passe pela grande tribulação, então não estaria Deus sendo injusto com Paulo (que foi decapitado), com Pedro (que foi crucificado de cabeça para baixo), com Tiago (que foi morto à espada) e tantos outros mártires da fé?

    Amigo, creio que não somos melhores do que eles! Pelo contrário, somos uma igreja covarde, preguiçosa, interesseira e mundana. Os apóstolos e mártires da fé estão milhas e milhas à nossa frente em termos de amor a Deus, fidelidade e tudo mais. E mesmo assim passaram pelas mais terríveis perseguições. Agora essa "igrejinha" que nós somos hoje (perdoe-me o termo - é apenas ironia) ainda queremos ser cristãos "vip"? Negativo. "Bem-aventurados os que desde agora morrem no Senhor" (Ap 14.13). Os que estiverem vivos realmente vão passar pela Grande Tribulação, mas não precisam se preocupar porque o Senhor será com eles. Mesmo que tenham de morrer, mas "quem salvar sua vida perdê-la-á, mas quem perder sua vida por amor de mim, achá-la-á", disse Jesus. Só que pelo visto, nenhum crente está querendo perder sua vidinha medíocre por amor a Jesus...

    Percebi que o amado faz confusão entre "ira de Deus" e "grande tribulação". São coisas diferentes, meu querido. Nós estamos livres da "ira" (1Ts 1.10), mas não seremos livres da Tribulação daqueles dias (Mt 24.22). Os dias da Tribulação serão abreviados. Por quê? Por causa dos escolhidos. Se os escolhidos já foram arrebatados, então não precisaria abreviar tais dias...

    Ap 19.7 em diante mostra claramente o arrebatamento e a imediata destruição do anticristo a partir do v. 11, como você bem reparou. Isso condiz perfeitamente com 2Ts 2. A igreja será perseguida pelo anticristo (Ap 13.7 - se a igreja já foi arrebatada antes, então quem são esses "santos"?), e logo depois (Mt 24.29) Jesus aparece só uma vez, arrebata Sua igreja e destrói o anticristo com o sopro de Sua boca.

    Não há na Bíblia nenhum texto que mostre que Jesus vem duas vezes. Ele virá apenas uma vez, pois a primeira vinda foi em carne e a segunda será em glória. Não há nada de arrebatamento secreto, antes da Grande Tribulação.

    Você disse: "QUANDO PAULO DIZ E NÓS QUE FICARMOS VIVOS, SEREMOS ARREBATADOS JUNTAMENTE COM ELES E ENCONTRAR-SE COM O SENHOR NOS ARES,PAULO ESTÁ DIZENDO QUE ISSO IRÁ ACONTECER ANTES QUE SE REVELE O FILHO DA PERDIÇÃO".

    De forma nenhuma. Paulo escreveu isso na 1ª carta. Quando ele viu que os tessalonicenses não entenderam, então ele escreveu a 2ª para esclarecer melhor. Onde diz que isso irá acontecer "antes"? Muito pelo contrário, na 2ª carta ele diz: "Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição" (2Ts 2.3). Ou seja, Cristo não voltará sem que antes venha o anticristo. Está muito claro.

    Sobre a parábola, é muito claro que não podemos formular doutrinas baseados somente nelas. Elas apenas ilustram doutrinas, mas não formam.

    Baseados no sermão profético (Mt 24), podemos afirmar que a vinda de Jesus será surpresa, mas de forma nenhuma será iminente. Qual a diferença?

    Surpresa é porque não sabemos quando

    Iminência é que não temos nenhum sinal, pode vir a qualquer hora.

    Mas sabemos que não é assim. A vinda de Cristo terá sinais que antecedem. Nós não sabemos quando será a vinda de Cristo, mas sabemos quando ela não será. Ou seja, ela não será antes que se cumpram os sinais de Mt 24.

    ResponderExcluir
  18. pr cleilson pelo fato de paulo e pedro serem mortos da forma que foram não se pode dizer que a igreja dos santos de jesus precise passar pela mesma situação,veja que elias e enoque foram arrebatados vivos,não conheceram a morte física uma boa tipificação do arrebatamento da igreja.Pense bem Deus arrebatou enoque para não ver a morte e o seu arrebatamento foi devido ao seu testemunho porque agradadara a Deus,ou seja Deus, achou por bem arrebatá-lo;muitos cristão em cristo jesus dão bom testemunho diante do Pai e porque não arrebatá-los em breve num piscar de olhos,elias orou a Deus 1reis 19.5 e pediu que Deus que tomasse a sua vida,queria ser dispensado do ministério pesado que exercia,sabia que seria perseguido de maneira ferrenha por acabe e jezabel e Deus ouviu a oração de elias lhe dizendo que seu ministério acabaria e ele ungiria eliseu profeta em seu lugar 1reis19.16.A igreja é perseguida por todos os lados de maneira ferrenha por satanás,e porque não arrebatar a igreja para não se livrar de tanto mal que acontecerá da mesma forma que elias, onde o mesmo ficou isento de ver o mal contra a sua vida.Deus livrou noé para não ser destruído pelo dilúvio,livrou ló em sodoma para não participar de tamanha destruição e angustia.Agora colocar a igreja para ver tamanha destruição e ela está no meio deste caos que será a grande tribulação e livrou ló porque o amava da destruição de sodoma é dizer que a igreja de jesus lavada e redimida no seu sangue ela é injusta porque em 2ª pedro 2.9 está escrito:Assim sabe o senhor livrar da tentação os piedosos, e reservar os injustos para o dia do juízo, para serem catigados.LOgo se a igreja participar da grande tribulação:não existem piedosos, coitado de mim e do senhor pastor,somos injustos mesmos;seremos castigados das piores formas na grande tribulação,e Deus olhando do céu as almas que conquistamos para Cristo e serem mortas de forma tão brutal.em apocalipse 19.7e8,joão ver no céu a noiva do Cordeiro(a igreja) e veja que no mesmo capítulo jesus vence a besta e o falso profeta e os lança no lago de fogo,versículo 20.Ora se joão ver a noiva do cordeiro de deus no céu antes deste acontecimento, isto que dizer que a igreja não estava na terra quando jesus vence a besta e o falso profeta nesta batalha, lembrando que a grande tribulçaõ é um período de 7 anos, assim sendo a igreja não completa os 7 anos na terra,era para passar os 7 anos completo,mas joão a viu no céu antes de completar os 7 anos e no livro do apocalipse em lugar nenhum se vê ou se menciona a igreja passando pela grande tribulaçaõ, mas os impiedosos e pacadores blasfemando contra Deus.O arrebatamento da igreja trará um grande despertamento mundial e muitos que ficaram terão que se salvar rejeitando a marca da besta apoc20.4,em apocalipse 5.8,9e10joão ver no céu os que venceram no sangue de jesus(igreja)e reinarão com ele na terra,depois do término da grande tribulação no milênio,leia por favor.Pr responda a sua visão mais uma vez é bom é porque é por aí que se tiram algumas dúvidas.A paz do senhor.

    ResponderExcluir
  19. Irmão (ou irmã), nós não seremos castigados na grande tribulação. Seremos perseguidos. É diferente. Castigados serão os ímpios.

    Concordo que Enoque e Elias representem a igreja que será arrebatada, mas não vejo que isso signifique "antes da grande tribulação". Vejo que eles representam a igreja que estiver viva no momento da vinda do Senhor.

    Observe que Deus livrou Noé "NO" dilúvio e não "DO" dilúvio. Noé estava no dilúvio, mas não foi atingido por ele. O dilúvio não tipifica a Grande Tribulação e sim a ira de Deus. É diferente. A igreja estará na Grande Tribulação, mas não será atingida pela "ira de Deus".

    A forma que somos mortos para Deus não é importante, pois "preciosa é à vista do Senhor a morte dos Seus santos" (Sl 116.15). Para Ele é importante que sejamos levados a Ele, não importa a forma da morte.

    Veja em Ap 13.7 que os "santos" estarão na terra sim. E a besta (o anticristo) os vencerá. Se a igreja já tiver sido arrebatada, então quem são esses "santos"?

    Junto a essa pergunta, acrescento outra: Quem são os "escolhidos" de Mt 24.22? Por causa deles serão abreviados os dias da Grande Tribulação. Se a igreja já foi arrebatada antes, então quem são esses "escolhidos"?

    Outra questão é a seguinte: se a igreja foi tirada da terra antes da Grande Tribulação e o Espírito Santo também se foi, então como os que ficaram poderão se salvar? Pelo seu próprio sangue, dizem alguns. Mas essa resposta não procede, pois desfaz toda a verdade bíblica de que apenas o sangue de Jesus é poderoso e santo para salvar. Se o sangue de Jesus puro e santo não salvou o indivíduo, é o sangue dele mesmo, sujo e pecaminoso que o salvará? Deus não aceita que alguém seja salvo por outro sangue, a não ser do Seu Cordeiro Perfeito.

    ResponderExcluir
  20. pr cleilson em apocalipse cápítulo 13.7 diz que os santos que serão vencidos pelo anti cristo são aqueles que nao foram arrebatados por Jesus,porque quando ocorrer o arrebatamento da igreja haverá um grande despertamento mundial e vária pessoas se converterao a cristo por causa do testemunho de cristo e da palavra de Deus apoc.20.4 e no versículo 8 diz todos os que habitam na terra deverao adorar a besta e são justamente estes que não tinham os seus nomes escritos no livro da vida do cordeiro de Deus está bem explícito.neste caso se os santos que sao vencidos pelo anti cristo for a igreja como o pr afirma é dizer que nenhum santo do período da graça nos dias de hoje tem o seu nome escrito no livro da vida,porque se o anti cristo se manifestasse hoje todos os cristaos deste século ficariam para a grande tribulaçao e veja que no versículo 8 diz que na grande tribulaçao participarao aqueles que não tem o seu nome escrito no livro da vida, assim sendo a igreja terá que adorara a besta porque no versículo 8 diz: todos os habitantes da terra sem exceção.Se algum cristao da igreja de cristo quiser ser salvo terá que rejeitar a marca da besta,entao é afirmar que não há salvos na igreja de cristo nos dias de hoje,porque para se salvar terá que ser degolado se a grande tribulaçao começasse hoje é claro.uma pergunta e os que morreram em cristo,terão que ressuscitar para participarem da grande tribulaçao? paulo,pedro,mateus joão,etc isto é um absurdo, só os vivos irão passar pelo inferno na grande tribulaçao e os que morreram em cristo estarao na glória com o senhor, longe de todo o terror.Será uma igreja no céu e outra na terra.Pr creia se o senhor é um homem fiel dedicado a Deus e a sua obra,o senhor é um homem justo e deus nao permitirá que o senhor caia nas mãos do anti cristo para obter a salvaçao,pois creio que o senhor é salvo na pessoa de jesus,porque antes disso o Senhor te arrebatará para que não vejas tanta destruição.Deus disse a abraão se houvesse 5 justos ele não destruiria sodoma e gomorra,como nao tinha ele destruiu e tirou um justo de lá que era ló.Na grande tribulação só ficarão aqueles que nao possuem seus nomes no livro a vida,assim sendo terão que se fazer justo diante de Deus se convertendo.Deus abençõe o senhor e me responda dizendo qual é a visão do pr,amém.

    ResponderExcluir
  21. Bom, em 1º lugar, como poderá haver um despertamento como o irmão disse, se o Espírito Santo foi retirado da terra? Não é Ele quem convence o homem do pecado?

    2º lugar, quando Ap 13.8 diz "todos", ele deixa bem claro quem são esses "todos". Não são todos sem exceção, mas "todos" que não foram escritos no livro da vida. Se fosse todos sem exceção, então até esses "santos" que ficaram não teriam seus nomes no livro da vida, portanto não restaria salvação para ninguém.

    3º lugar, os que morreram em Cristo não vão ressuscitar para a grande tribulação. Eles ainda estarão mortos e só ressuscitarão quando Jesus vier nas nuvens do céu para livrar a igreja das mãos do anticristo. Assim que Jesus destruir o anticristo e seus seguidores, então os mortos em Cristo ressuscitarão, inclusive os "santos" que ele matou em Ap 13.7, mas os vivos, que não deu tempo do anticristo matar (porque os dias serão abreviados, ou seja, não vai dar tempo dele matar todos os crentes), esses serão arrebatados vivos para encontrar com o Senhor nos ares, assim como Enoque.

    Em último lugar, ninguém pode se fazer justo para ser salvo. Somente a justiça de Cristo pode nos salvar.

    Por isso eu creio que a igreja vai estar na terra na grande tribulação, pois quem não negar a Cristo vai provar que realmente é um crente de verdade.

    ResponderExcluir
  22. pr eu digo o despertamento de muitos desviados que entenderão que jesus arrebatou a igreja e sobre este assunto eles ouviram muito antes de se desviarem,deixando a congregação,como é costumes de muitos, que começaram a servir a jesus e por algum motivo desistiram,Hb 10.25.E afirmar que o crente só é verdadeiro se tiver que passar pela grande tribulação é dizer que nenhum cristão o é.alguns cristãos foram martirizados por serem verdadeiros e outros não foram martirizados por também serem verdadeiros;EX:Maria,zacarias pai de joâo batista, josé(pai de jesus),etc e todos eles estão no céu com cristo.Nos dias atuais existem sim crentes verdadeiros, dedicados e fiéis a Deus.Veja que Paulo em atos 26.11 obrigava os cristãos que por ele eram presos a blasfemar,ora se teve crente que blasfemou este crente nao se salvou e pedro chegou a praguejar contra jesus o negando por três vezes,paulo mesmo diz em 1ªtimóteo cap 1.13 que ele blasfemou contra Deus e possivelmente contra o espírito santo mas foi salvo por jesus em damasco. Jesus deu uma resposta aos seus discípulos que eram judeus porque lhe foi feita esta pergunta sobre o fim de todas as coisas.Os dias abreviados é porque jesus pretende salvar ainda muita gente se utilizando da sua igreja aqui na terra, antes de arrebatá-la. Em proverbios 1.26 diz que Deus irá rir da perdição dos ímpios e dos zombadores.Se a igreja passar pelo fio da espada e alguém negar jesus diante de Deus será considerao ímpio e Deus zombará dele.Bom para quem estiver no céu, poque é bem melhor morrer antes e não passar por isso como o pr afirma.Salmos 50.15 está escrito:invoca-me no dia da angústia e eu te livrarei e tu me glorificarás.Se Deus está dizendo que livra da angústia,pra que permitir a igreja na grande tribulação se ele está afirmando que vai livrá-la.Deus só vai arrebartar os crentes fiéis,porém os falsos profetas ficarão,mateus 7.22 e 23,veja na parábola as dez virgens que cinco foram levadas pelo seu senhor e outras cinco ficaram,não é mencionado momento de tribulação e sim vigilãncia,porque ele virá de forma iminente,quando menos se esperar.Logo as cinco prudentes representa a igreja verdadeira mateus 25.1;reflita bem no texto veja se jesus não está falando de cinco pessoas fiéis que não estão sujeitas a espada,esta parábola tipifica a igreja do arreatamento representada por estas cinco virgens,jesus está ensinando a importãncia da vigilância para sua volta a qualquer momento.responda-me pastor qual é a sua visão.Amém

    ResponderExcluir
  23. pr cleilson quero fechar este assunto dizendo que o asuunto é muito complexo, mas eu prefiro ficar com as palavras de Jesus que ele falou em lucas capítulo 21.36 que diz:vigiai pois a todo tempo para que possais escapar de todas estas coisas que tem de suceder e estar em pé na presença do filho do homem.Perceba escapar não é participar.Em apocalipse 3.10 Jesus faz uma promessa a igreja da filadélfia,ele diz como guardaste a minha palavra eu te guardarei da hora tentação que há de vir sobre o mundo.Esta mensagem é apenas para uma igreja local? lógico que não,pois no versículo 13 diz: quem tem ouvido ouça o que o Espírito diz as igrejas.Em apocalipse 13.7e8 os santos mortos pela besta serão os martíres da grande tribulação e não a igreja arrebatada.Logo em lucas cap.21.36 Jesus está se referindo o que vai acontecer com o mundo que são as grandes catastrofes dias de angústias e dores para todos no rande e terível dia do Senhor,porém ele manda orar e vigiar para se tornar digno de não passar pela grande tribulação desses dias.Leia e medite.Amém

    ResponderExcluir
  24. bem pastor já que o senhor não respondeu mais nada quero lhe dizer que há uma promessa em 1tessalonicenses capítulo 1 e versículo 10 afirmando que jesus nos livrará da ira futura,portanto a grande tribulação é algo que esta para vir e dela jesus nos livrará quano raiar no céu para arrebatar a sua igreja,aleluia.

    ResponderExcluir
  25. Não respondi mais nada, porque o irmão disse que estava fechando o assunto.

    Mas quero lhe lembrar de que "ira futura" não é a mesma coisa que "grande tribulação".

    Com certeza seremos livres da ira futura, mas não da grande tribulação.

    Me responda uma coisa: quem são os santos que a besta (anticristo) vai guerrear e vencer (Ap 13.7)?

    ResponderExcluir
  26. pr cleilson sabemos que para sermos santos devemos reconhecer jesus como nosso salvador e buscar a santidade através dos seus ensinos,veja que Deus no antigo testamento exige santidade do seu povo,ele disse:sedes santos como eu sou santo leia também(levitico 11.45).Independentemente da época até nos dias da grande tribulação,ou seja,os que ficarem e não foram arrebatados por cristo,acontecerá um grande despertamento mundial que até os desviados e muitos outros receberão a cristo neste período e se faz necessário que estes recusem a marca da besta e confessem jesus diante dos perseguidores do anticristo,eles serão degolados(mortos) pelo testemunho de Jesus e pela palvra de Deus e resuscitarão no período do milênio e reinarão com cristo junto com a igreja arrebatada,confira em apocalipse 5.10(igreja)que são os remidos comprados pelo sangue de jesus e apocalipse 20.4.Estes santos da grande tribulação serão vencidos pelo anti cristo e se salvarão,pois não negarão a Jesus e assim serão mortos ao fio da espada ou passarão pela guilhotina,portanto estes são os santos de apocalipse 13.7.Perceba uma coisa se seremos livre da ira futura que é o reinado de ódio do anticristo como ele vai matar os cristãos da igreja de cristo? a igreja será arrebatada e os que ficarem se converteram e serão perceguidos.Todo noivo ama a sua noiva e quer ficar junto dela jesus não dará esta honra ao anticristo para massacrar a sua noiva,mas permitirá que os que ficarem tenham uma segunda chance,porque se desviaram o rejeitaram e não acreditaram que Jesus viesse buscar a sua noiva(igreja).Não preciso ser muito teólogo para entender isso.Peça a Deus orientação e o senhor entenderá o texto na revelação do Espírito santo.Não se deixe levar pela razão creia pela fé.Deus lhe abençõe,espero respostas(írmão Dilson)

    ResponderExcluir
  27. Meu querido irmão Dilson. Qual o tipo de interpretação que o irmão usa para entender o Apocalipse?

    O irmão disse que os santos são os que ficaram... Por que ficaram, se são santos? Eles se tornaram santos depois que a igreja foi arrebatada? Como, se o Espírito Santo foi retirado da terra? Quem nos torna santos não é o Espírito Santo?

    Não tem como eu crer numa coisa assim, contraditória. A fé pode até ser paradoxal, mas jamais se contradiz. A fé não é irracional.

    Observe, meu querido, que em Ap 19.7,8 a IGREJA é chamada de "santos". Inclusive esse texto é usado para falar do arrebatamento secreto, né? Dizem que esse texto refere-se ao arrebatamento e às bodas do Cordeiro.

    Veja que a igreja é descrita ali como "santos". Então, quem são os santos de Ap 13.7? A IGREJA, meu irmão. O que lhe autoriza interpretar o termo "santos" de modo diferente, sendo que no NT inteiro a "igreja" é que é chamada de santos? Principalmente em Apocalipse. Se em 19.8 os "santos" são a igreja, por que em 13.7 são os que ficaram?

    15 vezes a palavra "santo(s)" acontece no Apocalipse. Somente em um versículo esses "santos" refere-se a anjos (Ap 14.10). Os demais falam dos servos de Deus - a igreja. Não dá pra conceber que a igreja seja os que "ficaram" para depois se tornarem santos...

    ResponderExcluir
  28. pr a pior fase da grande tribulação será quando o anticristo fizer aliança com os judeus e depois romper sua aliança com os mesmos, e começar a persegui-los.
    Tal fato ocorrerá quando ele exige adoração e os judeus se recusarem a prestá-la. Os “santos” perseguidos pela besta referidos em Daniel 7.21,25 e apocalipse 13.7, são em primeiro plano os judeus, e secundariamente os gentios crentes, os quais sofrerão o martírio por causa do nome de JESUS por se negarem receber o sinal da besta. Rompida a sua aliança com os judeus, o anticristo romperá com a igreja apóstata que lhe deu sustentação religiosa até então, e a destruirá (Jr 25.29-32 Ap 13.7,8). Havendo destruído a igreja falsa, o anticristo implantará o sistema de adoração a si mesmo.
    Apesar da grande tribulação visar em primeiro lugar os judeus, o mundo inteiro sofrerá os seus efeitos (Ez 20.33-37; Zc 14.2; Rm11.26,27; Mt 23.39). Porém, só os judeus, se arrependeram dos seus pecados e se converteram a DEUS como resultado desse período de tribulação indescritível (Mt 24.29; Ag 2.9).
    Será nesse tempo de justiça divina, quando as setes piores pragas; sobre as taças de juízo, serão derramadas na terra, como registramos capítulos 15 e 16 do livro de apocalipse. Nesse tempo, as forças da natureza que operam no céu entrarão em convulsão,perceba que joão vê a igreja no céu no cap 19.7,8 e jesus aparecendo no versiculo 11 enfrentando as nações inimigas e vencendo a besta e o falso profeta,a igreja neste caso teria que ficar até o término da grande tribulação mas ela é vista no céu.O povo judeu é privilegiado porque Deus enviou a salvação primeiramente para eles(romanos 1.16) eles convertidos são tidos como os santos de Deus.Amém,mande uma resposta.

    ResponderExcluir
  29. Então na sua visão existem dois arrebatamentos. Um para os "santos" antes da Grande Tribulação, que você diz que é a igreja e outro para Israel e os "santos" que ficaram, que você diz que são os desviados e deram sua vida para serem salvos nesse período?

    Porque quando Cristo retornar com Sua igreja depois dos 7 anos da grande tribulação (de acordo com sua visão) Ele tem que dar um destino pra esse povo que deu a vida por Ele na Grande Tribulação, certo? O que vai suceder com estas pessoas? Novo arrebatamento? Nova ressurreição? Nova glorificação do corpo? Onde na Bíblia nos narra duas glorificações de crentes?

    ResponderExcluir
  30. Não pastor, não haverá outro arrebatamento por estes que deram a vida por Jesus,já no final da grande tribulação o que acontecerá é que Jesus salvará o povo de Israel quando o anti cristo e os reis da terra se levantarem para a batalha no armagedom com o intuito de destruir o povo de israel.O povo clamará e Jesus descerá com poder e glória e colocará os seus pés no momte das oliveiras e o abrirá em duas partes,conforme zacarias 14.4 e o povo fugirá para o vale determinado por Jesus e ele derrotará o anti cristo,o falso profeta e todo o exército das nações inimigas.Quando isso acontecer o povo de israel terá que passar ainda 7 meses enterrando os inimigos mortos para purificar a terra,veja ezequiel 39.12 que na verdade fala da vitória do povo de israel sobre as nações inimigas.Depois deste fato Jesus virá reinar no milênio,com os que negaram a marca da besta(estes ressuscitaram apocalipse 20.4); a igreja apocalipse 5.10;os santos da antiga aliança,os judeus salvos no armagedom;os cristão que conseguiram se esconder e não receberam a marca da besta junto com as demais nações que não participaram no armagedom que eram contra os judeus(zacarias 14.16) e com certeza todas as nações reconheceram a soberania do Reis dos Reis e Senhor dos Senhores.Leia isaías 11.9 que fala que a terra se encherá do conhecimento do Senhor, veja que haverá gentios na terra que são os remanescentes da grande tribulação e a ovelha comerá da palha com o leão,Glórias a Deus.Dê mais uma pesquisada que o senhor irá entender melhor este assunto profundo.Mande uma resposta,amém. Dilson

    ResponderExcluir
  31. Tá. Se não tem outro arrebatamento, pelo menos deve ter outra glorificação de corpos, porque esses que ficaram para a grande tribulação e deram sua vida por Jesus, precisam ser glorificados na ressurreição. A Bíblia não fala de duas glorificações, ou de de glorificação de dois povos. Apenas uma e esta é a igreja. Onde há base que estes que deram sua vida por Jesus serão glorificados depois de Jesus já ter glorificado Sua igreja?

    Essa pergunta também cabe aos que participarão do milênio na terra com Jesus. Se alguém aceita Jesus durante o milênio e morre (porque no milênio haverá morte), ele também será ressuscitado e glorificado depois da igreja ter sido arrebatada? Onde diz isso na Bíblia?

    ResponderExcluir
  32. Vamos esclrecer melhor:
    1)os que morreram na grande tribulação que rejeitaram a marca da besta a bíblia é clara em dizer que eles viveram,ou seja ressuscitaram(não foram arrebatados) e reinaram com Cristo mil anos, esta é a 1ª ressurreição e Deus os fez sacerdotes, pois são santos para Cristo e a 2ª morte não tem poder sobre eles,os outros mortos não reviveram, pois estes ficarão para a 2ª ressurreição para serem julgados diante do grande trono branco.Veja que no período da graça no arrebatamento da igreja de cristo,a igreja se enquadra na mesma condição de sacerdócio(leia apoc1.6)e apoc5.10,porque os que dormem em Cristo ressuscitarão primeiro e serão arrebatados junto com os santos vivos e subirão juntos e encontrarão o senhor nas nuvens,conforme está escrito em 1ª tessal.4.16 e 17.Logo se conclui que:
    Os santos do milênio(ressuscitados) terão o mesmo corpo glorificado com os santos da igreja,pois a morte sobre ambos não tem poder como já foi frisado e para evidências não há argumentos.
    2)Haverá morte no milênio? em isaias está escrito: Na verdade a Terra está contaminada por causa dos seus moradores; porquanto têm transgredido as leis, mudado os estatutos, e quebrado a aliança eterna. Por isso a maldição tem consumido a Terra; e os que habitam nela são desolados; por isso são queimados os moradores da Terra, e poucos homens restarão.” Isaías 24:5-6.Conforme temos visto, haverá sobreviventes na batalha do Armagedom,Portanto no futuro reino do Messias, não apenas os salvos transformados em corpos incorruptíveis e revestidos de imortalidade estarão gozando da vida, como também as criaturas que não forem destruídas pela batalha do Armagedom.O reino de Cristo trará justiça e progresso à Terra, que encher-se-á do conhecimento do Senhor(isaias 11.1ao9).Leia este versículo:Não haverá mais nela criança de poucos dias, nem velho que não tenha cumprido os seus dias; porque o menino morrerá de cem anos; mas o pecador de cem anos será amaldiçoado. ...E acontecerá que, antes de clamarem eles, Eu responderei; e estando eles ainda falando, Eu os ouvirei. O lobo e o cordeiro juntos se apascentarão, o leão comerá palha como o boi, e pó será a comida da serpente. Não farão mal nem dano algum em todo o Meu santo monte, diz o Senhor.” Isaías 65:20, 24 e 25.
    Percebe-se que ainda haverá pecador no milênio(os restantes das nações) e o mesmo poderá morrer se quiser transgredir a Lei do Senhor,mas perceba que satanás e os seus demônios estarão aprisionados e não poderá tentar o homem durante este período, ele só será solto no término do milênio(apoc20.7.Em Gênesis 8:20-21.Devemos deixar muito claro que este vivente que nunca mais será ferido, faz referência aos não salvos, conforme facilmente entende-se pela citação supra. Isto porque Noé e sua família estavam protegidos dentro da arca.Contudo, a maioria dos teólogos não aceita a idéia de que o homem em sua natureza comum, ou seja, em carne e osso, poderá viver eternamente no futuro.Uma declaração do próprio Deus elucida toda a dúvida sobre esta questão:

    “Então disse o Senhor Deus: Eis que o homem é como um de nós, sabendo o bem e o mal; ora, para que não estenda a sua mão, e tome também da árvore da vida, e coma e viva eternamente.” Gênesis 3:22.

    Vemos que o Senhor Deus privou o acesso de Adão e Eva à árvore da vida para que não vivesse eternamente em condição de pecado. Então, o homem na condição de carne e osso poderá sim viver eternamente, mas SEM pecado.Assim sendo, quando Isaías fala que Deus tem em mente uma Terra habitada, não podemos pensar unicamente nos salvos e transformados. Isso seria no mínimo egoísmo de nossa parte.Depois que o inferno,a morte, satanás e os demõnios e todos os ímpios forem lançados no lago de fogo, todos que estiveram do lado de cristo herdarão a vida eterna, todos com os corpos semelhantes ao de cristo na grande jerusalem. Que Deus abençõe o amado pastor e rumo ao arrebatamento e depois ao milênio.írmão dilson.









    ResponderExcluir
  33. pr cleilson uma curiosidade para o senhor é sobre noé,leia e depois me responda.


    Em gn 5.28 afirma que lameque tinha 182 anos quando gerou nóe.Quando Deus dá o prazo de 120 anos para o homem se arrepende dos seus terríveis pecados, noé tinha 480ano e entrou na arca com 600ano(gn 7.6,11)s logo:480anos+120anos(término do prazo)=600 anos, ou seja, 120 anos depois.Em gn5.31 afirma que lameque morreu com 777 anos, peceba agora se ele gerou noé com 182 anos está faltando 595 anos para completar 777 anos, logo quando lameque morreu com 777 anos noé tinha 595 anos.Em gn 6.3 Deus estabeleceu assim o tempo de vida(120 anos) dos homens na terra, neste versículo não se fala do dillúvio e nem da construção da arca.Porém em gn 6.13 Deus diz a noé que é chegada o fim de toda carne o prazo de 120 anos tinha acabado e no versículo 14 o senhor diz: Faze para ti uma arca e madeira e gofer, Deus não perguntou estás fazendo a arca?…O verbo fazer está no imperativo expressando uma ordem, um pedido, uma orientação, ou seja Deus está dizendo faze tu uma arca..A ordem é dada quando Deus fala com Noé, Deus dá uma ordem específica para noé construir a arca depois que lameque seu pai morre, logo noé tem 595 anos.Portanto entendemos que em gn 6.17 o Senhor diz: porque eis que eu trago um dilúvio de águas sobre a terra(aqui é que o dilúvio foi anunciado) a noé e não antes como alguns pregam, logo noé tem conhecimento do dilúvio com 595 anos de idade.Assim temos o cálculo: 600anos(quando noé entrou na arca)-595 anos(quando teve conhecimento e começou a construir a arca)=5anos.Veja em gn 6.22 noé fez conforme tudo Deus lhe mandou, foi aqui que ele começou a contrução da arca e não 120 anos antes com muitos pregam.E em gn 14.6 noé trabalhou com mais 7 pessoas da sua família colando tábuas em betume não precisou de pregos, usou sim ferramentas para cortar madeiras e colar com betume.Comprimento da arca:198 metros;largura:33 metros e altura 19,8 metros, 1 covado=66cm ou 0,66metros.Com essas medidas seria necessário 120 anos para se fazer uma arca? é claro que não.Noé passou 5 anos contruindo a arca para ele e sua família se salvarem do dilúvio, dá para estas medidas da arca, trabalhando com disposição e muita coragem, Amém.
    Tenho convicções do cálculo que fiz,pois tirei esta dúvida na igreja.leia provérbio 14.6.



    ResponderExcluir
  34. Posso provar que noé gerou o seu filho Sem ultrapassando a idade dos 500 anos, porque Moises diz que ele gerou Sem, Cam e Jafé na idade de 500 anos, os filhos não são tri gêmeos, há um intervalo de tempo, veja:Sem é mais velho que jafé(gn 10.21) afirma também que Sem gerou Arfaxade com 100 anos, dois anos depois do dilúvio. Concluímos que Sem é mais velho que Cam e Jafé(gn 10.1).E com que idade Sem entrou na arca? com 92 anos de idade, provando o que estou dizendo: noé tinha 595 anos quando começou a construir a arca, porém ele gerou Sem com 503 anos, logo: 92 anos(idade de Sem quando entrou na arca)+5 anos(construção da arca)+1 ano e 10 dias dentro da arca, conferir gn 7.6 e gn 8.14)=98 anos+ 10 dias(quando Sem saiu da arca com noé), 2 anos depois com a idade de 100 e 10 dias ele gerou arfaxade(gn 11.10).Porém arfaxade não é seu filho primogênito, porque em 1ª crônicas 1.17 Sem gerou 9 filhos: Elão, Assur e arfaxade, nesta lista ele aparece como terceiro.O nome de Arfaxade é mencionado pelo escritor bíblico porque Abrãao faz parte da sua descendência, fato este importante para moisés gn(11.26)Em uma demonstração matemática temos:
    Sem com 98 anos e 9 meses gerou Elão;
    Sem cm 99 anos e 9 meses gerou Assur;
    Sem com 100 anos e 9 meses gerou Arfaxade
    Dizer que Sem gerou Arfaxade com a idade de 100 não importou para Moisés acrescentar os meses, e sim a idade que tinha quando gerou Arfaxade.Fiz estes cálculos para provar o que estou dizendo.Írmão Dilson,amém.

    ResponderExcluir
  35. Impressionante, irmão Dilson. Muito impressionante. O irmão já ponderou sobre a questão de lacunas nas genealogias hebraicas?

    ResponderExcluir
  36. pr Cleilson o que se sabe sobre o povo Hebreu deve-se sobretudo às informações da Bíblia, principalmente do Antigo testamento; nas pesquisas arqueológicas e obras de historiadores judeus que muito têm esclarecido os estudos sobre os Hebreus.A questão de lacunas, ou seja,espaços nas genealogias dos hebreus alguns nomes deixaram de ser mencionaos,ficaram oculto.Em Mateus 1 menciona sinteticamente um total de 46 antepassados que teriam vivido até uns dois mil anos antes de Jesus, começando por Abraão. Em seu relato, o apóstolo cita não somente heróis da fé, mas também menciona os nomes das mulheres estrangeiras que fizeram parte da genealogia tanto de Jesus quanto de Davi, que no caso foram Rute, Raabe e Tamar,também não omite os nomes dos perversos Manassés e Abias, ou de pessoas que não alcançaram destaque nas Escrituras judaicas.Mateus 1 Divide então a genealogia de Jesus em três grupos de catorze gerações: de Abraão até Davi, de Davi até o cativeiro babilônico, ocorrido em 586 a.C., e do exílio judaico até Jesus.

    Lucas, por sua vez, aborda a genealogia de Jesus retrocedendo e não coloca o nome do impiedoso manassés indo continuamente até Adão, talvez com o objetivo de mostrar o lado humano de Jesus. E, superando Mateus, indo até Adão e Mateus começando a genealogia de Cristo por abraão, Lucas fornece um número maior de antepassados de Jesus.Esta genealogia em lucas é considerada por alguns autores como sendo a genealogia da Virgem Maria, a genealogia materna de Jesus, o que explicaria parte das diferenças entre esta e a genealogia apresentada por Mateus.É muito bom estudar a genealogia dos hebreus para saber os personagens que aparecem e porque o nome deste personagem não aparece em outra passagem da geneologia bíblica.Deus abençõe o pastor,mande respostas.
    írmão Dilson.







    ResponderExcluir
  37. Então irmão Dilson, por causa das lacunas que existem nas genealogias, nós não podemos ter certeza (e é até muito provável que não) que as genealogias citadas em Gn sejam dignas de se fazer contas matemáticas, justamente por causa dessas lacunas.

    No exemplo de Noé que o irmão deu, pode ter havido lacunas, omitindo os nomes de personagens não importantes para Moisés. Então, nem todos os estudiosos realmente se atêm aos cálculos matemáticos feitos a partir da informação bíblica.

    ResponderExcluir
  38. pr cleilson a questão não é se houve lacunas,se deixou ou não de aparecer o nome de algum personagem, o cálculo matemático é feito a partir da idade de lameque que era 182 anos,quando que ele gerou noé.Pois ele morreu com 777 anos,veja 777-182=595anos,veja que esta é a idade de noé, quando ele começou a fazer a arca,pois Deus lhe disse:faze uma arca...gn6.13, depois da morte do seu pai e em gn6.17 Deus disse:eis que eu trago um dilúvio(neste versículo é que o dilúvio foi anunciado)e não antes com se pregam.É fácil entender.Vou dar um exemplo:meu pai me gerou com 34 anos,se eu hoje tenho 43 anos,o meu pai tem hoje:34+43=77 anos,mesmo ele gerando outros filhos depois de mim a relação entre mim e meu pai haverá sempre um 1ano,2anos,etc, que será somada na minha idade e a do meu pai.Fiz esta mesma relação com lameque e noé.Um cálculo matemático lógico devido as idades.Muitos se atêm aos cálculos matemáticos, porque não gostam de calcular,porém eu gosto.Um cálculo matemático apareceu sim,quando salomão fez o mar de fundição de 10 côvados de uma borda a outra,redondo(um círculo),5 covados de alto e um cordão de 30 côvados cingia ao redor(1ºreis 7.23);Temos:C=2pir,fórmula do círculo,logo:Diâmetro=10côvados de uma borda a outra,raio=5(metade do diâmetro;Comprimento:30 côvados cingia ao redor:logo: 30=2pi*5
    30=10pi
    pi=30/10
    pi=3
    este é o valor de pi que se usava na antiga babilônia,hoje seu valor é 3,14,dado por um matemático grego.Pois as medidas que salomão deu foi por conhecimento do valor de pi.Sou professor de matemática,hoje parei,mas depois pretendo continuar,lembrando que números matemáticos aparecem na bíblia,o número 7 por exemplo,leia um pouco sobre os números da biblia,Amém.Mande uma resposta.írmão Dilson.

    ResponderExcluir
  39. Bom dia, a Paz do Senhor Pr;

    Se a Biblia diz que são 2 testumunhas, 2 ungidos, como podemos dizer que seria " toda " a Igreja ? Só não entendi essa parte...

    Douglas

    ResponderExcluir
  40. Ao Estudar por que não poderia ser Josué e Zorbabel as 2 testumunhas, não encontrei passagem na Biblia que relate ou comprove a morte dos 2, sabe onde fica ?

    Grato, Douglas

    ResponderExcluir
  41. Ola, Douglas, Paz.

    Não temos relato de sua morte, mas em Esdras 7.1 está escrito: "Passadas estas coisas", ou seja, cerca de 60 anos depois do tempo de Zorobabel e Josué, onde Esdras assumiu o comando da continuidade da reconstrução do Templo.

    É preferível crer assim que tenham morrido, caso contrário, um fato diferente teria sido relatado, como foi o de Enoque. O normal é que todos morram mesmo.

    Eu entendo (e assim muitos comentaristas) que o número 2 é estratégico para João, como expliquei no texto. Por exemplo, o papel da igreja que é duplo (real e sacerdotal), ou talvez, como Jesus que enviou os Seus de 2 em 2.

    ResponderExcluir