Teolatria

No Teolatria você encontra diversos estudos bíblicos em slides (power point) para baixar, além de muitas pregações, sermões expositivos, textuais, temáticos em mp3, dos pregadores da IMVC - Vilhena/RO: Pr. Cleilson, Pb. João, Pb. Alex, Pb. Wesllen Ferreira, Dc. George Michael, irmã Clair Ivete e pregadores convidados. Para ouvir os sermões em alta qualidade, peça seu cd por e-mail especificando seus dados para recebimento e qual mensagem você deseja adquirir: prcleilson@hotmail.com

quinta-feira, 11 de julho de 2013

GATOS QUE NASCEM EM FORNOS NÃO SÃO PÃES


Por: Mário Gardini

No sul do país, mais especificamente em Santa Catarina e Rio Grande do Sul são comuns as lareiras nas residências.

Em razão das baixas temperaturas naquela região, as lareiras são úteis para aquecer o interior da residência e as donas de casa aproveitam para assar bolos e pães.

É comum quando as gatas estão prenhes darem suas crias no interior das lareiras. Assim ficou o ditado: gatos que nascem em fornos não são pães.

O fato de você estar numa garagem não faz de você um carro.

Parece muito simples e soa até pueril tais afirmações – mas há uma grande verdade por trás: o fato de frequentarmos um clube onde prega a filantropia ou estarmos numa igreja, não vai nos transformar em verdadeiros filantrópicos ou autênticos cristãos.

É preciso cuidar com os enganos da nossa mente e do coração. Diz a Palavra: "Quem poderá dizer: Purifiquei o meu coração, limpo estou de meu pecado?" (Provérbios 20:9).

Corremos um grande risco de “acharmos” que uma placa de igreja ou um comportamento ético resolve o problema.

Primeiro, religião ou igreja podem ser gaiolas que nos fecham e nos seguram numa falsa convicção de segurança.

Segundo, a ética do nosso comportamento sempre deixa dúvida com as nossas condutas constantemente em contradição, pois sabemos o que guardamos no coração e a radiografia mostra que o que somos por fora, não raro, não reflete o que somos por dentro.

Terceiro, Deus nos conhece e o Seu único método de tratamento é a cruz, e nela encontramos a morte de nossa natureza perversa e maligna.

A Palavra de Deus não titubeia e Deus não é diplomata. Ou recebemos a obra de Sua graça ou não teremos nada a tratar com Deus, não importa a religião ou igreja que frequentamos, ou mesmo o nosso comportamento, por mais ilibado que seja: "Sabendo isto, que o nosso homem velho foi com ele crucificado, para que o corpo do pecado seja desfeito, para que não sirvamos mais ao pecado" (Romanos 6:6).

"Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo" (2Co 5.17).

Mario Gardini

Nenhum comentário:

Postar um comentário