Teolatria

No Teolatria você encontra diversos estudos bíblicos em slides (power point) para baixar, além de muitas pregações, sermões expositivos, textuais, temáticos em mp3, dos pregadores da IMVC - Vilhena/RO: Pr. Cleilson, Pb. João, Pb. Alex, Pb. Wesllen Ferreira, Dc. George Michael, irmã Clair Ivete e pregadores convidados. Para ouvir os sermões em alta qualidade, peça seu cd por e-mail especificando seus dados para recebimento e qual mensagem você deseja adquirir: prcleilson@hotmail.com

quinta-feira, 20 de junho de 2013

O ATEU E O ATOA


Por: Mário Gardini

Há dois tipos de pessoas que negam a fé – ATEUS e ATOAS.

O ateu possui postulados filosóficos que no seu entendimento, são capazes de contradizer a fé.

Respeito o ATEU acadêmico. Seus argumentos são fortes e se baseiam em teses, sejam filosóficas ou científicas. Ateus são trabalhosos para o teólogo ou para os religiosos e cristãos, crentes em Deus e na Palavra de Deus.

Já me vi em “palpos de aranha” com grandes ateus. Detonaram perguntas para as quais não tive respostas. Meu raciocínio rasteiro não conseguiu demovê-los de suas convicções.

Prelecionando para um grupo de acadêmicos em uma universidade, eu fui bombardeado com uma série de questões difíceis e truncadas e parecia que Deus e a Bíblia estavam derrotados. Ao final, fui salvo pelo gongo, pois lhes fiz perguntas que também os silenciaram. Houve um empate e não passei vergonha.

Um estudante de medicina, certa ocasião, afirmou: “Acho que o senhor é desonesto. Prega sobre um Deus que o senhor jamais viu e não sabe explicar. Não é desonesto falar sobre algo que o senhor não viu, afirmando que ele existe e nem sabe dar explicações?”. Respondi-lhe: “Nesse seu ponto de vista, também acho que você será desonesto quando exercer a medicina. Você não sabe definir ou explicar a vida, porém vai cuidar e tratar da vida”.

Religião e ciência, filosofia e fé, não raro, se digladiam.

Contudo, do ponto de vista da fé, ouso fazer algumas afirmações: “A ciência sem fé não chega a lugar algum”. Todos os postulados científicos e descobertas da ciência, no início, tiveram o combustível da fé.

“Filosofia tem como alicerce perguntas e a procura por respostas não tem limites”. Contudo, cala-se a filosofia ao ser confrontada com nossa finitude, com a nossa ignorância e nossa sede na alma de reparar ou consertar um dia muitas coisas erradas neste mundo, e o nosso clamor por justiça é constante. E pensar tais questões sem Deus é a mais profunda ignorância.

Entendo o ateu sincero e acadêmico. Contudo, não entendo o ATOA.

O ATOA É O MERO PALPITEIRO. Desanca com sua língua coisas que não conhece. Fala, fala, e peneira fumaça. Sua conversa sobre Deus e a Bíblia são palpites e frutos de sua ignorância.

O ATOA não investiga, não lê e não conhece. É um papagaio e se nutre pela opinião alheia.

Um Imperador Romano desafiou um teólogo para que lhe apresentasse Deus. Marcou um dia e um horário para conhecer a Deus pessoalmente. O teólogo aceitou o desafio. Tal dia e exatamente ao meio dia, Deus seria apresentado.

O dia chegou e lá estava o imperador e o teólogo. Ao meio dia, o teólogo disse ao imperador: “Excelência, olhe bem para o sol. Fixe os seus olhos no sol”. O imperador não conseguia fixar os olhos no sol. Disse o teólogo: “O senhor não consegue olhar uma pequena obra da criação e ainda insiste em olhar para o CRIADOR”. O teólogo foi imediatamente executado.

A fé é “o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem” (Hebreus 11:1).

A resposta da Palavra de Deus para o ATEU é a EXPERIÊNCIA NA VERDADE QUE LIBERTA e não a satisfação do seu débil intelecto.

A resposta para o ATOA é o CONHECIMENTO DA VERDADE, infalível e libertadora da ignorância.

Mário Gardini

Nenhum comentário:

Postar um comentário