Teolatria

No Teolatria você encontra diversos estudos bíblicos em slides (power point) para baixar, além de muitas pregações, sermões expositivos, textuais, temáticos em mp3, dos pregadores da IMVC - Vilhena/RO: Pr. Cleilson, Pb. João, Pb. Alex, Pb. Wesllen Ferreira, Dc. George Michael, irmã Clair Ivete e pregadores convidados. Para ouvir os sermões em alta qualidade, peça seu cd por e-mail especificando seus dados para recebimento e qual mensagem você deseja adquirir: prcleilson@hotmail.com

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

A SOBERBA E SUAS DEVASTADORAS CONSEQUÊNCIAS! MEDITAÇÃO EM 2SAMUEL 24


Davi pecou contra o Senhor quando mandou Joabe contar o número de seu exército. O sentido deste censo nada mais era senão a soberba entrando no coração do rei. Mera coincidência quando, em nossos dias temos a tentação de enumerar os membros das nossas igrejas? Quando a soberba entra no coração do homem, ele se torna autoconfiante, independente, sobe à sua cabeça aquele sentimento de superioridade. Um milhão e trezentos mil soldados capazes faria o coração de qualquer rei se inchar (calma, pastores... não estamos falando de membros...)! Era a apoteose do reino de Israel e Davi era o protagonista disso!

Bem, Davi reconheceu seu erro antes que a praga viesse sobre o povo de Israel, mesmo assim, parece que ele teria que presenciar o custo de sua altivez: o tombo de 70 mil homens do povo! Quase 5% do número de seu exército!

Deus havia dado uma escolha em três para Davi:

a) Ou 7 anos de fome sobre a terra;
b) Ou 3 meses fugindo de seus inimigos;
c) Ou 3 dias de peste na terra.

Ora, a mim não me parece que Davi tenha pensado logo na misericórdia de Deus, sem antes pensar um pouco nas consequências de cada uma das propostas, mais em relação a si mesmo do que em relação ao povo - acredito que ainda imperava soberba no coração dele.

Sete anos de fome trariam uma desgraça para o seu reino (lembre-se dos 7 anos de fome que houve no Egito na época de José). Apesar de não viver no luxo de Salomão, Davi era rei e, querendo ou não, vivia dos impostos do povo. Numa terra devastada pela fome, como subsistiria seu reino?

Três meses fugindo de seus inimigos seria para Davi um vexame, visto que jamais perdera uma batalha! Como ficaria seu renome de valente rei guerreiro? Como ficaria a fama daquele que quando menino matou um gigante sozinho?

Resta-lhe a escolha dos três dias de peste. Agora sim, Davi estava "pronto" para clamar pela misericórdia! Por que não citou a fome de 7 anos como coisa das "mãos de Deus"? Ele estava preocupado com as "mãos dos homens" (v. 14)! Das 3 opções acima, apenas a opção b) estava relacionada à "mão dos homens"! As opções a) e c) estavam relacionadas à "mão de Deus"! Mesmo assim, Davi associa apenas a letra c) à mão de Deus.

Agora ele invoca a misericórdia do Senhor a fim de que ele mesmo não seja atingido pela praga! Observe que no v. 16, quando o Anjo do Senhor estende Sua mão para destruir Jerusalém (lugar onde Davi estava!), então o Senhor Se arrepende e diz ao Anjo: "Basta, retira a mão"! Só depois de ter visto o estrago que fez é que Davi se compadece do povo e pede que a justiça seja sobre si e sobre a sua família. Lembrou-se do seu próprio salmo (23) e chamou o povo de "ovelhas" (v. 17)...

O que tenho a dizer? A soberba (principalmente em contagens numéricas) já se alastrou no meio da igreja. No caso de Davi foi, digamos, um momento de descuido. Todavia em nossos dias não se trata de descuido, mas de uma deliberada afronta ao Senhor da igreja. Pessoas estão brilhando, ao invés de Jesus. Ele é a luz do mundo (nós também somos, só que luz derivada - só Ele tem luz própria!) e é Ele quem deve brilhar. Os soberbos de nossos dias não imaginam o quanto estão estragando e matando com praga e peste! Igrejas devem crescer, sim. Porém devem reproduzir-se e não inchar. O inchaço é consequência do orgulho.

Tenho saudade dos tempos em que as igrejas se multiplicavam... hoje elas se agigantam. Oro para que voltemos ao  tempo em que os pastores arrebanhavam menos pessoas e suas igrejas se multiplicavam, multiplicando também o número de pastores. Precisamos disso, mais pastores preparados para pequenas igrejas que se reproduzem. Não precisamos de apóstolos, patriarcas e outros títulos que enobrecem o pecado do orgulho com suas megaigrejas que mais parecem disputa, concorrência à oitava maravilha do mundo! Tenho certeza que não foi isso que Jesus ensinou, nem projetou. Veja o que Ele diz à igreja de Laodiceia: "Você diz: Estou rico, adquiri riquezas e não preciso de nada. Não reconhece, porém, que é miserável, digno de compaixão, pobre, cego e que está nu" (Ap 3.18 - NVI). A soberba é nojenta e Jesus vai vomitar da Sua boca essa que se diz igreja, sem todavia ser.

De fato, dá nojo escutar a conversa dos soberbos. Suas conversas giram em torno de conqui$ta$, número de membro$, o quanto con$eguem arrecadar com dízimo$ e oferta$, carrõe$, megaigreja$, $uce$$o... Coloquei de propósito esses cifrões para dizer que seja qual for a conversa dos arrogantes, sempre tem dinheiro ou intenção de lucro no meio! É de vomitar mesmo!

Vou parar por aqui, porque se for continuar, esse vai ser o maior artigo do Teolatria. Porém quero deixar a mensagem final.

Em face do arrependimento de Davi, Deus providenciou um meio de livrar Seu povo. Enviou o profeta Gade, o qual orientou o rei a levantar um altar ao Senhor (v. 18). Davi obedece prontamente. Aqui começa a cair o orgulho do rei de Israel. Observe que foi Deus mesmo quem procurou Davi. Deus é assim, sempre procurando uma forma de reconciliar consigo os pecadores!

Davi foi à eira de Araúna (ou Ornã), o jebuseu e ofereceu comprar aquela eira. Sendo homem de reverente temor, Araúna  quis doar a Davi tanto a eira como os animais para o sacrifício. Então Davi disse a famosa frase: "Não oferecerei ao Senhor, meu Deus, holocaustos que não me custem nada" (v. 24). Agora o rei sabia o quanto custou o seu pecado de orgulho. Pagou o devido preço, edificou um altar, ofereceu holocaustos ao Senhor e a praga cessou, diz a Palavra!

Já perceberam que os soberbos de hoje usam as palavras de Davi a seu bel-prazer, a fim de extorquir dos leigos até o que lhes resta de dinheiro? Berram dos púlpitos: "Irmãos, vocês têm que oferecer ao Senhor algo que lhes custe"! E com isto levam as pessoas a dar mais do que podem! A sua presunção é tão grande que eles não prestam atenção no contexto e veem que foi Davi quem teve que tirar do bolso. Foi o orgulhoso que teve que se humilhar, foi o arrogante que teve que ofertar. Se esses falsos profetas quisessem mesmo se arrepender fariam como Zaqueu, que devolveria quatro vezes mais àqueles a quem teria defraudado!

Palavra final: ATENÇÃO soberbos e arrogantes líderes do povo de Deus! A praga que vocês estão fazendo para destruir o povo de Deus se voltará contra vocês mesmos! ARREPENDAM-SE agora, ou a mão de Deus cairá sobre vocês sem misericórdia!

Dia tes písteos.

Pr. Cleilson

5 comentários:

  1. É pastor, você fez um belo comentário. No dia do juízo final o que vai ter de "líderes" ouvindo do Grande Juiz " NUNCA VOS CONHECI, APARTAI-VOS DE MIM..."

    ResponderExcluir
  2. realmente o que tem lideres no meio da igreja quer tomar o lugar de jesus muito hoje quer se apareser com grande titulo como apostolo patriaca quer tomar o brilho de jesus.sabe cando chegar no final dos tempo ele vaõ prestar conta a deus

    ResponderExcluir
  3. Também tenho saudades da igreja cuja essência era o evangelho que liberta e transforma vidas, não acredito que universalmente a igreja volte a isso, mas conservemos em nossos corações a humildade e dependência de Deus.

    ResponderExcluir
  4. Precisamos de uma reforma,urgente, na igreja.Sem a santificação ninguém verá o SENHOR!

    ResponderExcluir
  5. Essa mensagem deveria ser proclamada em canal aberto no horário nobre.A soberba é um pecado perigoso e tem destruído muitas vidas.Que Deus cerque nosso coração contra esse pecado que nos leva a ignorarmos a Deus e nos tornarmos independentes.

    ResponderExcluir